5 de August de 2020

Cisco adiciona novas capacidades em todo o portfólio de redes – TI INSIDE Online

A Cisco anunciou nesta quarta-feira, 17, novas soluções de rede baseada em intenção para ajudar a otimizar as operações de redes empresariais. Como as organizações enfrentam desafios cada vez maiores para propiciar experiências digitais consistentes e positivas, a Cisco está promovendo avanços em redes para manter os clientes conectados, produtivos e protegidos. As inovações, focadas em simplificar a automação e fornecer insights de TI e de negócios, permitirá que as equipes de TI sejam ágeis e permaneçam totalmente alinhadas aos objetivos das empresas. Esse alinhamento nunca foi tão importante quanto no dinâmico ambiente empresarial atual.

Segundo a fabricante, estão sendo incluídas aos sistemas capacidades avançadas de automação para promover melhores experiências de usuário e, ao mesmo tempo, simplificar os processos da TI. A automação tornou-se fundamental para elevar a eficiência da TI, permitindo que as equipes de TI fiquem cada vez mais flexíveis e proativas, ao mesmo tempo em que reduz o tempo total gasto em manutenção da rede. As novas inovações em automação incluem:

• Inovações no Cisco SD-WAN: O Cisco SD-WAN viabilizada pela Viptela agora oferece completa segurança nativa da nuvem por meio da integração com o Cisco Umbrella, a fim de fornecer às empresas uma proteção maior contra os principais ataques cibernéticos a partir de acessos à SaaS e à internet. O Cisco Umbrella oferece Secure Web Gateway (SWG), segurança na camada DNS, firewall e funcionalidade Cloud Access Security Broker (CASB) em um único serviço integrado de rede. Com provisionamento integrado e licenciamento simplificado, o Cisco SD-WAN unificado com o Cisco Umbrella tem rápida implementação e é fácil de usar, ao mesmo tempo em que propicia uma experiência de usuário otimizada e maior segurança. Essa convergência de segurança e rede é um passo crucial para os clientes que buscam uma arquitetura SASE. Outras inovações no SD-WAN incluem suporte à multicast, voz integrada e comunicações unificadas.
Cisco User-Defined Networks: Com Cisco User-Defined Networks, a equipe de TI pode dar aos usuários finais o controle sobre sua própria rede sem fio por meio do Cisco DNA Center. Os usuários finais conseguem conectar seus dispositivos com segurança e também controlar quais dispositivos podem ser conectados a sua “partição” pessoal de rede utilizando o app User Defined Network.

A Cisco está expandindo os insights para dispositivos que antes não eram monitorados, dando à TI a capacidade de fazer uma segmentação mais eficiente e de gerenciar melhor os dispositivos de IoT. A segmentação de rede – o ato de dividir a rede em partes menores para melhorar o desempenho e a segurança – costuma ser uma tarefa difícil, especialmente em ambientes com um ecossistema crescente e diversificado de dispositivos de IoT. Para ajudar na solução desse desafio, a Cisco está lançando:
• AI Endpoint Analytics: Com o AI Endpoint Analytics, o Cisco DNA Center identificará dispositivos antes desconhecidos em larga escala e, então, usará várias fontes contextuais e inteligência artificial para agrupá-los logicamente. Com essas informações, a TI pode criar uma base para políticas automatizadas e escaláveis.
• Analítica de políticas baseada em grupo: O Cisco DNA Center pode analisar fluxos de tráfego entre grupos de dispositivos para elaborar políticas que possam ser usadas como base para uma segmentação adequada.

Atualmente, as redes sem fio têm agregado imenso valor aos negócios, não só pelas experiências que propiciam, mas também pelos dados comportamentais que fornecem. A plataforma de serviços de localização interna da Cisco, Cisco DNA Spaces, está ganhando novas capacidades para ampliar a visibilidade e fornecer informações às empresas que buscam manter espaços físicos seguros.
• Cisco DNA Spaces for Return to Business: A Cisco adicionou à plataforma ferramentas de análise histórica e em tempo real, criadas para ajudar as empresas a monitorar os espaços de trabalho a fim de cumprir as diretrizes de distanciamento social. Os clientes podem usar apps integrados para monitorar, em tempo real, a densidade de pessoas nos prédios e analisar como eles estão sendo utilizados. Essas informações são críticas para que as empresas ajudem a manter a segurança das pessoas, além de tornarem os espaços de trabalho mais efetivos e eficientes.
• Indoor IoT Services: O Cisco DNA Spaces apresenta o primeiro recurso de IoT-as-a-Service indoor do mercado, com access points de WiFi-6 para ajudar os clientes a implementar, com rapidez e eficiência em termos de custos, aplicações internas de IoT em larga escala. O Cisco DNA Spaces simplifica a ativação, a configuração e o gerenciamento de um grande número de dispositivos de IoT, incluindo suporte para dispositivos conectados por Bluetooth (BLE). Graças ao vasto ecossistema de parceiros da Cisco, o Cisco DNA Spaces permite rastreamento de ativos, monitoramento do ambiente para proteção do pessoal, utilização do espaço, localização de salas e outros casos de uso nos setores de saúde, escritórios, varejo, educação, indústria e hospitalidade.

As inovações no Cisco DNA Center e no Cisco DNA Spaces anunciadas agora serão disponibilizadas na metade do ano de 2020. As inovações no Cisco SD-WAN já estão disponíveis.

Article source: https://tiinside.com.br/17/06/2020/cisco-adiciona-novas-capacidades-em-todo-o-portfolio-de-redes/

Speak Your Mind

*