28 de September de 2020

Facebook, Cisco e Intel também desistem e põem em risco megaevento de tecnologia

As gigantes de informática Cisco, Intel e Facebook anunciaram que não vão participar do maior evento global do setor, o Mobile World Congress, em Barcelona no final deste mês, o que colocou em xeque sua realização.

Atéa última segunda, já haviam tornado pública sua desistência seis companhias, entre elas a sueca Ericsson, uma das três fornecedoras da tecnologia 5G, que é um dos principais temas do evento. O motivo é o risco de contágio na epidemia de coronavírus, que já deixou mais de 1.000 mortos, principalmente na China.

Com o crescimento dos cancelamentos, a organizadora do MWC, a associação de operadores e fabricantes GSMA, deve discutir em reunião de conselho nesta sexta se adia, cancela ou mantém o evento. Até agora, a GSMA vinha apenas anunciando medidas de prevenção de contágio e de atendimento ao público. Não houve comunicado oficial até as 15h desta terça (horário de Brasília). Questionada, a entidade respondeu que “não comenta reuniões internas”.

Antes dos efeitos da epidemia, o evento esperava mais de 100 mil participantes e 2.800 expositores. A organizadora não informou o número de desistências já confirmadas, que incluem também as americanas Amazon e Nvidia (fabricante de chips), a sul-coreana LG, as japonesas Sony e NTT Docomo, além de Telnet, Vivo, CommScope, Mediatek, Amdocs, Umidigi e Gigaset.

As chinesas Huawei, Xiaomi e Oppo devem enviar apenas executivos europeus —se confirmado, o evento deve perder boa parte de seus inscritos chineses, que chegam a 6% dos participantes.

Dentre as medidas de segurança já anunciadas estão a proibição de entrada dos oriundos da província de Hubei, epicentro da epidemia, e de viajantes que tenham estado na China nos 14 dias anteriores ao início do congresso.

A organizadora também disse que reforçou as medidas de desinfecção e que controlaria a temperatura de todos os participantes. Uma preocupação adicional, porém, é que não há máscaras de proteção disponíveis no comércio de Barcelona, segundo o jornal espanhol El País.

O cancelamento total do congresso pode significar um prejuízo de cerca de 490 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões, aproximadamente) que deveriam ser injetados na economia da cidade nos três dias de feira. Além disso, o evento abre cerca de 14 mil vagas de trabalho.

As companhias telefônicas Vodafone e Deutsche Telekom também estudam recuar da participação. Já a espanhola Telefónica, que é patrocinadora do congresso, e a francesa Orange, cujo presidente ocupa a chefia atual da GSMA, garantiram a presença.

Além do MWC, o medo da epidemia afetou outros eventos, como a conferência de inteligência artificial AAAI, em Nova York, a feira audiovisual Integrated Systems Europe, de Amsterdam, e um evento de aviação e defesa em Singapura. (Ana Estela de Sousa Pinto/FolhaPressSNG)

Article source: https://www.jb.com.br/ciencia_e_tec/2020/02/1022222-facebook--cisco-e-intel-tambem-desistem-e-poem-em-risco-megaevento-de-tecnologia.html

Speak Your Mind

*