17 de November de 2018

Cisco: Empresas com visão estratégica descobrirão potencial do …

A famosa empresa Cisco dos Estados Unidos tem aberto desde 1998 mais de 30 filiais na China, e também estabeleceu centros de pesquisa e desenvolvimento em várias cidades chinesas como Beijing, Shanghai, Shenzhen e Hangzhou. Nos últimos anos, a China tem dedicado esforços para a melhoria do ambiente de negócios, estimulando várias empresas de capital estrangeiro, incluindo a Cisco, a expandirem seus negócios no país.

Zhang Jin, gerente do departamento fiscal da Cisco Tecnologies Beijing, disse numa entrevista que uma série de medidas de reforma tomadas pela China, especialmente a unificação dos impostos estatal e local, cobrança do imposto sobre valor agregado em vez do imposto sobre vendas, e adoção do procedimento aduaneiro integrado, ajuda eficazmente as empresas a reduzirem custos e aumentarem a eficiência.

“Com a aplicação das medidas de reforma, muitos assuntos tributários são tratados agora pelo sistema de registro em vez do sistema de aprovação e o procedimento se tornou mais transparente. Graças à campanha de facilitação dos assuntos tributários, os contribuintes diminuem seus custos, economizam tempo e aumentam a eficiência ao tratar dos assuntos relacionados aos impostos. Agora, a criação de uma nova empresa demora menos tempo do que antes. Se for mais rápido, precisa apenas de cinco dias para concluir todos os procedimentos e a empresa já pode iniciar seus negócios.”

Segundo dados, no primeiro semestre deste ano, cerca de 30 mil novas empresas com participação de capital estrangeiro foram estabelecidas na China. O investimento estrangeiro efetivamente utilizado do país aumentou 4,1% para US$ 68 bilhões em comparação com o registrado no mesmo período do ano passado.

Para promover o desenvolvimento da economia real, o governo chinês anunciou estender este ano o desconto do imposto sobre o custo de pesquisa e desenvolvimento para todas as empresas. Prevê-se que esta medida trará uma redução de impostos em 65 bilhões de yuans às empresas. O governo garantiu ainda uma diminuição tributária em 1,1 trilhão de yuans para os agentes do mercado neste ano. Além disso, o país vai impulsionar uma abertura ao exterior de alta qualidade e aperfeiçoar as políticas de estímulo para o reinvestimento de lucros dos capitais estrangeiros.

Em relação às perspectivas futuras, Zhang Jin disse que como fornecedora de soluções para problemas cibernéticos, a Cisco vê com bons olhos o desenvolvimento do mercado chinês.

“A China é a segunda maior economia do mundo, também uma economia emergente, que manteve um forte crescimento do mercado nos últimos anos. Acho que qualquer empresa com visão estratégica prestará muita atenção e entrará no mercado chinês. Muitos novos equipamentos de Internet, empresas de Internet e novos modelos de negócios têm suas origens na China, a Cisco interpreta tudo isso como boas oportunidades. Perante o desenvolvimento da Internet, a Cisco pode oferecer suas próprias soluções, além de vender seus produtos de alta tecnologia no mercado chinês.”

Article source: http://portuguese.cri.cn/news/currentevents/409/20180808/167897.html

Speak Your Mind

*