27 de November de 2021

Vettel ri de perrengue com cisco no olho em Mônaco: “Fiquei piscando a volta inteira”

Trailer dos personagens clássicos do F1 2021 (Vídeo: Codemasters)

A fase pode até não ser das melhores, mas Sebastian Vettel não deixa de lado o bom humor. Na esteira de uma quinta-feira (20) bastante positiva de treinos livres da Fórmula 1 em Mônaco, o tetracampeão do mundo enfrentou uma situação pouco comum e, de certa forma, até perigosa, ao ter sido atingido por um cisco no olho esquerdo durante o segundo treino livre. Ao falar sobre o ocorrido, Vettel brincou e vestiu um tapa-olho feito pela Aston Martin para abraçar de vez a galhofa.

Durante a sessão da tarde, quando se preparava para abrir uma volta rápida, Vettel informou via rádio ao seu engenheiro sobre o desconforto. “Estou com uma coisa no olho, parece meio que se estivesse sangrando. Estou emocionado ou alguma coisa acertou meu olho”.

LEIA TAMBÉM
+GRANDE PREMIUM: Senna x Hamilton nas ruas de Mônaco

Depois, já fora do carro, o alemão de 33 anos ganhou um tapa-olho da equipe de Silverstone e brincou. “A equipe foi muito legal e me deu isso. Então acho que isso vai me manter seguro no fim de semana”, disse Seb, em meio às gargalhadas dos jornalistas.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!


Sebastian Vettel obteve o décimo tempo do segundo treino livre do GP de Mônaco. (Foto: Aston Martin)

“Meu olho não estava sangrando, só lacrimejando, como disse: ou estava emocionado ou algo mais estava acontecendo. Eram só lágrimas. Fiquei piscando a volta inteira. Não é o ideal numa pista como essa”, ressaltou o piloto ao lembrar das características peculiares de Mônaco. Por sorte, não houve nenhum grande incidente.

Vettel foi o oitavo mais rápido no período da manhã ao marcar 1min13s732, 1s245 mais lento que o tempo estabelecido por Sergio Pérez. No treino livre 2 em Mônaco, o alemão fechou o top-10 e concluiu a tarde com margem parecida em relação ao líder, desta vez o ex-companheiro de equipe na Ferrari, Charles Leclerc, o mais rápido do dia.

No fim das contas, o sentimento de Vettel, mesmo com o cisco no olho, foi de uma jornada positiva. “Fiquei muito feliz nesta manhã. Entramos no ritmo rápido e depois, à tarde, perdi um pouco da visão [risos], mas no geral correu tudo bem”.

SEBASTIAN VETTEL; ASTON MARTIN; TAPA-OLHO; MNACO; TREINO LIVRE;
Sebastian Vettel usou um tapa-olho e brincou ao falar do cisco que o acertou no TL2 (Foto: Reprodução)

Para a sequência do fim de semana, sobretudo com a classificação, o tetracampeão espera um grande embate no pelotão do meio no Principado. “Vai ser apertado, é sempre muito apertado aqui”.

A Fórmula 1 volta a acelerar em Mônaco neste sábado, com o treino livre 3 marcado para 7h (de Brasília), enquanto a classificação acontece às 10h, sempre com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura BandSports e também pelo serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.


Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Article source: https://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/sebastian-vettel-ri-perrengue-cisco-no-olho-em-monaco-fiquei-piscando-a-volta-inteira/

SENAC abre cursos online e gratuitos em parceria com a Cisco, Microsoft e Red Hat

SENAC, cursos online, cursos SENAC

No total, serão 20 cursos gratuitos e online ofertados pelo SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, na área de tecnologia

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC, em parceria com a Cisco, Red Hat e a Microsoft, está ofertando 20 cursos online e gratuitos na área de tecnologia. Os candidatos poderão se inscrever até o dia 31 de maio, através da plataforma SENAC EAD, a partir desta sexta-feira (15).

Confira os cursos online e gratuitos ofertados pelo SENAC

Cisco Networking Academy

A Cisco Networking Academy é uma plataforma global que pode ser usada para inspirar alunos e instrutores a terem uma carreira brilhante. A Cisco Networking Academy coloca em prática a teoria e a experiência de trabalho.

Cursos em parceria com o SENAC:

  • Internet das coisas (IoT);
  • Empreendedorismo e Novos negócios;
  • Cybersecurity Essentials;
  • Get connected.

Microsoft

A Microsoft Corporation é uma empresa transnacional americana que desenvolve, fabrica, licencia, apoia e vende softwares de computador, produtos eletrônicos, computadores e serviços pessoais.

Cursos em parceria com o SENAC:

  • Conceitos básicos de Azure;
  • Dê seus primeiros passos com o C#;
  • Adicione lógica aos seus aplicativos com C#;
  • Criar aplicativos sem servidor;
  • Consumir dados com o power BI;
  • Criar um aplicativo baseado em modelo no power apps;
  • Proteger seus dados de nuvem;
  • Trabalhar com os dados relacionais no azure;
  • Introdução ao machine learning com o python;
  • Azure notebooks e virtualização – compartilhar recursos de nuvem.

Red Hat

A Red Hat, Inc. é uma empresa dos Estados Unidos, que disponibiliza soluções baseadas no sistema operativo ou sistema operacional GNU/Linux, incluindo o Red Hat Enterprise Linux, além de soluções de software.

Cursos em parceria com o SENAC:

  • Red Hat Enterprise Technical Overview;
  • Virtualization and Infrastructure Migration Technical Overview;
  • Red Hat OpenStack Technical Overview;
  • Ansible Essentials: Simplicity in Automation Technical Overview;
  • Deploying Containerized Applications Technical Overview;
  • Developing Cloud-Native Applications with Microservices Architectures.

Inscrições: Para se candidatar, CLIQUE AQUI para ir diretamente no site do SENAC. Na página, basta ir até a área onde está escrito “PARCERIAS”, no final do site. Boa sorte!

Article source: https://clickpetroleoegas.com.br/senac-abre-cursos-online-e-gratuitos-em-parceria-com-a-cisco-microsoft-e-red-hat/

Cisco, RNP e Inatel anunciam iniciativa 5G.BR Conecta Brasil



Foto: Pixabay

A fornecedora Cisco, o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) anunciaram uma iniciativa conjunta para promoção da tecnologia 5G no País.

Batizada como 5G.BR Conecta Brasil, a união quer acelerar a adoção da tecnologia em setores estratégicos, com destaque para saúde e educação. “As redes 5G terão um papel fundamental na conexão segura, confiável, com baixa latência e de altíssima velocidade, finalmente viabilizando a implementação de ações de teleducação e a telessaúde em escala no País”, apontou o trio, em comunicado.

A iniciativa já tem um primeiro projeto conjunto definido: trata-se do 5G-in-a-Box, que pretende viabilizar e simplificar a adoção do 5G em redes privativas e espaços inteligentes. Com previsão de integrar tecnologia nacional, o projeto é coordenado pela RNP, com execução do Inatel e apoio da Cisco

Em paralelo, o 5G.BR também deve envolver o desenvolvimento de um laboratório conjunto para pesquisas, validações e testes de integração de tecnologias e soluções 5G, com foco em automação e transporte xHaul para redes abertas Open RAN.

Article source: https://teletime.com.br/15/10/2021/cisco-rnp-e-inatel-anunciam-iniciativa-5g-br-conecta-brasil/

Cisco enfatiza necessidade de trabalhar transformação digital de forma sustentável



Ricardo Mucci, country manager da Cisco Brasil

O papel estratégico das grandes empresas de tecnologia no apoio aos processos sustentáveis de transformação digital foi destacado pelo Presidente da Cisco do Brasil, Ricardo Mucci, a partir de experiências e projetos da companhia. O executivo participou na tarde desta terça-feira, 28, da programação do Painel Telebrasil 2021, que chegou ao seu último dia.

Ao comentar a conjuntura de crise deflagrada pela pandemia, Mucci destacou que muitos processos de transformação digital foram acelerados de modo emergencial, para o atendimento de demandas geradas, por exemplo, na saúde, na educação e nos serviços governamentais. Segundo ele, esses mesmos processos precisam ganhar agora uma nova orientação, voltada a uma trilha de evolução, com mais aplicações e soluções, atenção redobrada à gestão, governança e segurança. “Como sociedade, como governo, precisamos continuar trabalhando para que isso não pare por aqui”, disse.

Nessa linha, o executivo destacou que são várias as frentes deflagradas pela companhia para apoiar este novo momento, dentro de um programa específico denominado “Brasil Digital Inclusivo”, que é inspirado pelo que, no exterior, é conhecido por CDA – Country Digital Aceleration e agraciado com investimentos da corporação.

Os principais pilares de trabalho são o da indústria 4.0, no qual a Cisco conta com uma parceria com o Senai e mantém foco em IoT; o da educação digital, com vários projetos de alcance nacional, que visam não somente o fornecimento de tecnologia, mas o apoio ao governo federal e aos estados em tudo o que se refere às etapas de transformação do material pedagógico, alfabetização digital de professores e oferta de infraestrutura; o do governo digital, para acelerar digitalização de serviços, com proteção de dados, entre outras mudanças; e o da saúde digital, com soluções em telemedicina, especialmente para pacientes portadores de casos crônicos, encaminhadas em colaboração com InovaHC, Centro de Inovação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Outros eixos mencionados por Mucci, foram aqueles relacionados ao ecossistema de inovação, à infraestrutura digital e à segurança cibernética.

Ao concluir sua apresentação, o presidente da Cisco no Brasil frisou a importância de valorizar a visão colaborativa em torno da transformação digital, em favor de um país mais conectado e, especialmente, mais competitivo e mais justo.

Article source: https://teletime.com.br/28/09/2021/cisco-enfatiza-necessidade-de-trabalhar-transformacao-digital-de-forma-sustentavel/

Cisco se coloca agnóstica às tecnologias 5G e WiFi 6E



CSO e gerente geral de aplicações da Cisco, Liz Centoni

Em sua nova estratégia, a Cisco trabalha com um cardápio de opções de redes, buscando um foco em soluções e não necessariamente em tecnologia. A escolha é do cliente, que vai de acordo com o que o serviço demanda. Durante o evento Cisco Live nesta terça-feira, 30, a fornecedora norte-americana diz que tanto o 5G quanto o WiFi 6E são importantes para a empresa.

De acordo com o CEO Chuck Robbins, a opção por qual tecnologia a ser adotada precisa ser de cada cliente, mas ele afirma que há uma tendência de adoção do WiFi 6E. “Nossa transição tem acelerado significativamente, os consumidores estão tomando a decisão de migrar”, afirma.

A escolha pelo uso de espectro não licenciado ou por rede móvel, também, é algo que será decidido conforme a demanda. “Há casos de uso para o WiFi 6E, outros para 5G em rede privada, ou 5G público. Queremos ser agnósticos e entregar o melhor para os clientes.”

A CSO e gerente geral de aplicações da Cisco, Liz Centoni, lembrou que a Internet das Coisas é outra parte da estratégia que utilizará as novas redes. O que determinará também a opção da tecnologia será, em boa parte, do custo. “Acho que é onde a escolha entra”, declara, citando como exemplo veículos de carga autônomos em indústria.

Centoni acredita que também não será necessário escolher uma das tecnologias. “Será um acesso multimodo, uma mistura. Vai ter necessidade de WiFi 6E, de 5G, de rede Mesh, de LoRA-WAN etc.”

Open RAN

A estratégia da Cisco de Open RAN é de tentar impulsionar a tecnologia junto a startups, inclusive por meio de financiamento. Segundo o SVP e gerente geral da área de infraestrutura de grande escala da Cisco, Jonathan Davidson, já houve investimento para a construção de infraestruturas com isso ao longo dos anos, mas ainda é necessário mais maturidade. “Ainda está cedo, mas o ritmo que temos visto tem sido fenomenal”, declarou ele. No mesmo evento da companhia no ano passado, ele já havia dito que considera a tecnologia como um “futuro inevitável” para o 5G.

“Claramente temos um problema, não temos um caminho de inovação pronto, não estamos tão abertos quanto deveríamos. Fomos uns dos primeiros investidores em O-RAN com startups, mas também pode [ser necessário] muito dinheiro para construir equipamentos, com necessidade de edge computing”, declara. Segundo ele, há uma estratégia de financiamento para terceirizadas montarem o serviço fim-a-fim, “pronto” para operadoras implantarem. 

Article source: https://teletime.com.br/30/03/2021/cisco-se-coloca-agnostica-as-tecnologias-5g-e-wifi-6e/

The Flash: Cisco se despede da série em episódio emocionante

ATENÇÃO, SPOILERS À FRENTE!

Exibido na última terça-feira (8) pela The CW, o episódio 7×12 de The Flash trouxe uma despedida um tanto quanto melancólica para os espectadores. O querido Cisco (interpretado por Carlos Valdes) apareceu pela última vez interagindo com o Team Flash e deixou alguns presentes para seus amigos.

Em entrevista ao ComicBook.com, o ator revelou alguns detalhes preciosos sobre sua saída da série da DC. “Achei que foi a despedida perfeita para Cisco, justamente porque ele não se leva muito a sério”, disse ele, acrescentando que esse é um pequeno detalhe que faz Cisco ser tão especial para todos os fãs.

“Não é algo super comovente embora seja, enquanto reconhecemos que essas camisetas aparentemente bobas têm um peso emocional tremendo para ele, mas seus amigos e familiares entendem isso muito bem”, analisou.

No intitulado “Good-Bye Vibrations”, o Team Flash teve um encontro com Cisco para que ele e sua namorada, Kamila (Victoria Park), pudessem informar a todos da equipe a decisão de deixar Central City para ter uma nova vida em outro lugar.

Obviamente, antes que isso acontecesse de fato, todos precisaram unir forças para enfrentar um vilão extremamente perigoso.

(The CW/Reproduo)(The CW/Reprodução)Fonte:  The CW 

The Flash: Carlos Valdes esteve no elenco da série desde o primeiro episódio

Ao se despedir dos seus amigos do Team Flash, Cisco entrega camisetas personalizadas a Joe (Jesse L. Martin), Barry (Grant Gustin) e Caitlin (Danielle Panabaker). É uma lembrança significativa de um personagem que esteve desde o primeiro episódio da série com o herói da DC.

“Passei sete anos interpretando esse personagem. Foi como vir para o trabalho, vestir essas camisas e usá-las entre doze e catorze horas por dia, todos os dias, durante nove meses e meio, ao longo de sete anos”, explicou, enfatizando que essas peças de roupa representam o que o personagem deixaria como legado.

Segundo o ator, Cisco poderia retornar futuramente como convidado da produção. Será que isso vai acontecer algum dia? A 7ª temporada de The Flash continua sendo exibida todas as terças-feiras pela The CW.

Article source: https://www.tecmundo.com.br/minha-serie/218935-the-flash-cisco-despede-serie-episodio-emocionante.htm

Open RAN ainda continua no horizonte da Cisco



SVP e gerente geral de Infraestrutura em massa da Cisco, Jonathan Davidson

A estratégia de Open RAN da Cisco ainda continua no horizonte. O assunto não foi destaque durante o evento Cisco Live, que se encerrou nesta quarta-feira, 31, mas o SVP e gerente geral de Infraestrutura em massa da companhia, Jonathan Davidson, reiterou que a tecnologia de redes de acesso abertas permanece sendo uma aposta e tem ganhado tração.

Em coletiva para analistas e imprensa, Davidson diz que o assunto não foi muito abordado para dar espaço para as iniciativas novas da fornecedora, mas ressaltou o avanço da tecnologia com clientes como Telefónica, Vodafone e Rakuten, tanto com 4G quanto com 5G. “Mas continuamos a investir muito não só em startups que trabalham em Open RAN, como em áreas internas para orquestração de software”, detalha. 

O executivo voltou a mencionar que a Cisco também tem um programa de financiamento para empresas terceirizadas testarem e facilitarem a implantação para provedores de serviço. Contudo, os valores e empresas não são todos informados. “Alguns são públicos, outros não. Uma razão é que essas empresas virariam alvo de escrutínio”, declara. 

Article source: https://teletime.com.br/31/03/2021/open-ran-ainda-continua-no-horizonte-da-cisco/

Cisco prepara laboratório de Open RAN no Brasil



Laércio Albuquerque, vice-presidente da Cisco para a América Latina

A Cisco deverá anunciar em breve um laboratório de Open RAN no Brasil. Segundo o novo vice-presidente da Cisco para a região, Laércio Albuquerque, em coletiva para a imprensa latino-americana nesta terça-feira, 21, a tecnologia é parte da estratégia da companhia de transformação para uma empresa de “software recorrente” – isto é, com um modelo de negócios de assinatura. 

Questionado sobre a ausência de menção da tecnologia de redes abertas em sua apresentação, Laércio Albuquerque fez questão de ressaltar diversas vezes que ela ainda é prioridade. “Se temos em países na Ásia com provas de rede fazendo funcionar, aqui no Brasil, por meio do programa de CDA [programa de aceleração de país], uma das iniciativas é para um laboratório de Open RAN brasileiro”, destacou. 

O executivo coloca que a arquitetura de rede aberta no 5G estará presente em aplicações outdoor, junto com o WiFi 6E para empresas em indoor. “Países como o Brasil, Peru, Chile e Honduras já dedicaram todo o espectro do 6 GHz. Para a Cisco, isto já está sendo um crescimento enorme pela quantidade de dados”, destaca, reforçando a complementaridade das duas tecnologias.

Diretor de políticas públicas e relações governamentais da companhia, Giuseppe Marrara diz que “o Open RAN é prioridade total da Cisco”, e lembra que a empresa está no grupo de trabalho da Anatel, na O-RAN Alliance e é criadora do grupo Open RAN Brasil. “Temos grandes iniciativas globais. Dentro do CDA, terá essa iniciativa [no País] que terá investimento significativo no desenvolvimento de equipamentos e laboratório para certificação, uso e integração”, coloca. 

Receita

Na América Latina, a Cisco atualmente conta com um terço das receitas vindas de “software recorrente”, o que significa o modelo de assinatura por plataforma da companhia. Juntando com o faturamento por meio de serviços também baseados em software, a fornecedora chega a metade de toda a receita, seguindo a tendência do desempenho global. 

Laércio Albuquerque explica que essa mudança de paradigma é estratégia da empresa para se tornar “uma empresa de software recorrente”, e não apenas de hardware. A companhia tem também acordos de assinatura por implantação de suíte de soluções de arquitetura transversal (cross-architecture). 

“Esta mudança que a Cisco está colocando, de crescimento de dois dígitos em software recorrente, é o que está sendo reconhecido no mercado. Por isso que as ações sobem”, afirmou Albuquerque. Ele destaca ainda que essa transformação provê uma receita garantida para o futuro com um backlog de software. 

Article source: https://teletime.com.br/21/09/2021/cisco-prepara-laboratorio-de-open-ran-no-brasil/

Faetec em parceria com a Cisco, líder mundial em tecnologia da informação, oferece vagas em curso gratuito online (EAD) e com certificados de capacitação profissional; candidatos de todo o Brasil podem participar

Faetec - SENAC - SENAI - CISCO - cursos gratuitos - ead - qualificao profisisonal curso gratuito online (EAD) e com certificado de capacitação profissional da Cisco Brasil em parceria com a Faetec

Transforme a sua vida, dê o primeiro passo em direção aos seus sonhos, garanta a sua vaga no curso gratuito online (EAD) e com certificado de capacitação profissional em segurança cibernética da Cisco Brasil, em parceria com a Faetec

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação em parceria com a gigante de tecnologia Cisco, está com inscrições abertas para curso gratuito e online (EAD) com certificados. O objetivo é desenvolver a nova geração de jovens profissionais na área de tecnologia. Alunos interessados de todo o Brasil podem se inscrever, veja a seguir como garantir a sua vaga!

Leia também

Com a nova realidade, a gigante da tecnologia Cisco Brasil, abriu oportunidade para pessoas que talvez nunca tenham considerado um futuro, na cada vez mais dinâmica, economia digital. Este curso gratuito online (EAD), com certificado de capacitação profissional em linguagem de programação Python pode ser a ponte para a sua educação, carreira e muito mais.

Comece com uma maratona de treinamento que visa estimular e capacitar alunos no curso Maratona Python Cisco Brasil.

Veja a seguir como garantir a sua vaga no curso gratuito online (EAD) e com certificado de capacitação profissional em linguagem de programação Python ofertado pela Cisco Brasil em parceria com a Faetec

A linguagem de programação Python é a escolhida para o curso. O diferencial, por ser autodidata, é que cada participante pode seguir no seu ritmo em uma maratona que vai até o dia 1º de dezembro de 2021. O objetivo do curso é ajudar o estudante a projetar, escrever, analisar e executar programas codificados na linguagem Python.

O curso começa com o básico e direciona o estudante pelas etapas até que sejam desenvolvidas habilidades para solucionar problemas mais complexos. Desta forma, não é necessário conhecimento prévio de programação.

No entanto, alguns requisitos são necessários, como por exemplo, estar cursando o Ensino Médio, Superior ou cursos técnicos, ou ainda, graduados, que possuam interesse em programação. Além disso, é preciso ter acesso a um computador e conexão à Internet com capacidade mínima para desenvolver as atividades práticas virtuais (Computador: processador i3, Windows 10, 4Gb de RAM e 27GB de disco rígido. Internet: 5Mb).

Inscrição: os interessados em concorrer às vagas no curso gratuito online (EAD) e com certificado de capacitação profissional em segurança cibernética, ofertado pela Cisco Brasil em parceria com SENAC e Senai, podem se inscrever NESTE LINK.

Article source: https://clickpetroleoegas.com.br/faetec-e-cisco-brasil-lider-mundial-em-tecnologia-oferecem-vagas-em-curso-gratuito-online-ead-com-certificados-de-capacitacao-profissional-canditatos-de-todo-o-brasil-podem-participar/

Cisco Networking Academy lança no Brasil versão aprimorada de seu programa de capacitação em redes

O Cisco Networking Academy, programa global de educação e empregabilidade, lança hoje no Brasil uma nova versão de um de seus principais cursos, o Cisco® Certified Network Associate (CCNA) 7.0. A grande curricular foi aprimorada para preparar os alunos com as habilidades necessárias para a nova rede e os empregos do futuro. A versão nacional traz o conteúdo completo em português.

“A rede está mudando rapidamente. Novas tecnologias, como machine learning e tecnologias de geolocalização estão impulsionando a inovação a velocidades nunca antes vistas”, afirma Laura Quintana, VP e gerente geral do Cisco Networking Academy. “Não é mais suficiente para os profissionais de TI serem qualificados em roteadores, switches e redes sem fio. Para se preparar para os trabalhos de hoje e de amanhã, os estudantes devem ter uma compreensão bem completa de segurança, virtualização, programação e automação”.

De acordo com o relatório global de tendências da rede da Cisco (Global Networking Trends Report), 63% dos líderes de TI planejam implantar soluções de rede avançadas, como redes baseadas em intenção e arquitetura de rede digital, para atender as necessidades comerciais nos próximos três anos. A escala e a complexidade dessas soluções exigem profissionais de TI com uma ampla variedade de habilidades, como segurança, automação, arquitetura empresarial e virtualização.

Destaques da nova grade curricular do CCNA 7.0:

  • Um caminho acelerado de preparação para o mercado de trabalho por meio de três cursos obrigatórios de 70 horas cada, que preparam os alunos para o exame de certificação CCNA. A grade curricular anterior do CCNA incluía quatro cursos de 70 horas cada.
  • O material vai além da rede para incluir programação, automação, virtualização e segurança. Projetada para ser altamente interativa, a grade curricular inclui 70 horas de laboratórios práticos, atividades com a ferramenta de simulação Packet Tracer da Cisco, vídeos e muito mais. O objetivo é ensinar os alunos a projetar, proteger, operar e solucionar problemas de redes empresariais; os principais conceitos em redes, virtualização e automação definidas por software; e como identificar e deter ameaças de segurança digital.
  • Melhoria significativa na usabilidade e na acessibilidade dos alunos. Com uma interface de usuário totalmente nova e responsiva, os alunos agora podem acessar os cursos a partir de qualquer dispositivo. Os aprimoramentos de acessibilidade disponibilizam melhorias para os leitores de tela, melhor acessibilidade do teclado e uma interface de usuário redesenhada.
  • O novo “distintivo digital” permitirá que os alunos exibam as credenciais no campo profissional, da maneira apropriada, além de validarem habilidades por meio de suas carreiras para colegas e potenciais empregadores.

As mudanças no currículo da Cisco Networking Academy CCNA comportam a evolução do programa de certificação profissional da Cisco para combinar o profissional de rede e o desenvolvedor de software em uma única comunidade e criar a equipe de TI do futuro, ajudando a aumentar a força de trabalho dos parceiros, clientes e empresas da Cisco em todo o mundo.

li{float:left;width:49%;min-width:280px;list-style:none;margin:0 1% 1% 0;;padding:0;overflow:hidden;}#su-grid-879010>li.last{margin-right:0;}#su-grid-879010>li.last+li{clear:both;}]]>

“O CCNA 7.0 nos posiciona bem para preparar os alunos do Brasil com as habilidades necessárias para aproveitar o poder da nova rede e impulsionar com sucesso a próxima onda de transformação digital”, afirma Gabriel Bello Barros, líder do Cisco Networking Academy no Brasil. “O currículo moderno do programa, as ferramentas de aprendizagem virtual e a rede de instrutores talentosos estão liderando o setor.”

Até o momento, mais de 359 mil estudantes participaram dos cursos do Cisco Networking Academy no país, graças às parcerias com mais de 500 academias em todo o território brasileiro. A expectativa é que estes números continuem a crescer, conforme novas disciplinas sejam incorporadas na grade curricular e o programa seja expandido, buscando atender um número maior de alunos.

O Cisco Networking Academy é o maior programa de responsabilidade social corporativa da Cisco. Fundado em 1997, já treinou mais de 12,6 milhões de alunos em 180 países em todo o mundo. Desde essa época, quase 7 milhões de alunos participaram de cursos CCNA para aprender as habilidades necessárias para as posições de trabalho de tecnologia de nível básico.

Atualmente, o Cisco Networking Academy conta com mais de 12.000 organizações parceiras no mundo, que vão desde escolas secundárias, faculdades e universidades, até penitenciárias e centros comunitários. Para saber mais sobre a Cisco Networking Academy, visite https://www.netacad.com/pt-br.

Article source: https://sempreupdate.com.br/cisco-networking-academy-lanca-no-brasil-versao-aprimorada-de-seu-programa-de-capacitacao-em-redes/