27 de November de 2021

Cisco oferece 1000 vagas em cursos gratuitos e online de tecnologia em todo o Brasil para mulheres cis e trans

cisco - cursos gratuitos e online - tecnologia - vagas - qualificao profissional - bolsas gratuitas - mulheres - cis - trans Cursos gratuitos e online de tecnologia Cisco / Imagem: Divulgação Google

Cisco oferece 1000 bolsas de estudo para cursos gratuitos e online de tecnologia para todo o Brasil. O objetivo é reduzir a desigualdade de gênero no setor

A Cisco, do Brasil, está oferecendo cursos gratuitos e online de tecnologia em redes para mulheres cis e transexuais de todo o país. A iniciativa, intitulada Woman Rock It, foi lançada em apoio ao Internacional Girls in ICT Day, um movimento global que visa motivar meninas e mulheres a se dedicarem às áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática e está alinhada ao propósito da Cisco de promover um futuro inclusivo para todos.

Leia também

A primeira etapa é classificatória e contempla o curso Networking Essentials, que tem duração de 70 horas e deve ser contemplado até 20 de junho. Realizado no modo self-learning, com conteúdo em inglês de nível básico, o programa ensina a planejar e instalar uma rede doméstica ou de pequena empresa, usando tecnologia sem fio, promovendo a prática de verificação e solução de problemas de rede e conectividade com a internet, e ensina, além disso, a reconhecer e mitigar ameaças de segurança, entre outras habilidades.

1000 mulheres cis e trans a partir de 16 anos de idade iniciarão o primeiro módulo do Cisco Certified Network Associate (CCNA) 7.0, capacitação em redes com reconhecimento internacional na carreira de TI

Divididos em quatro etapas e com duração de aproximadamente sete meses, os cursos gratuitos e online do Cisco Networking Academy são direcionados à mulheres que tenham 16 anos de idade ou mais.

As 1.000 estudantes classificadas no Networking Essentials iniciarão o primeiro módulo do Cisco Certified Network Associate (CCNA) 7.0, capacitação em redes com reconhecimento internacional na carreira de TI, que será ministrada por vídeoconferência pelo Cisco Webex.

O CCNA é composto por três módulos em português, nos quais as alunas aprenderão as funções necessárias para dar suporte às operações tanto de empresas, quanto de pequenos varejistas. As estudantes se capacitarão a construir redes locais simples (LANs), desenvolverão conhecimento prático de esquemas de endereçamento IP, além de dominar a segurança de rede básica e poder realizar configurações básicas para roteadores e switches.

Requisitos para concorrer às vagas nos cursos gratuitos e online de tecnologia Cisco

  • Ser mulher;
  • Ter mais de 16 anos;
  • Necessário acesso à internet e um computador com processador i3, ou equivalente, Windows 10, 4Gb de RAM e 27 GB de disco rígido.

As aulas já estão disponíveis. Cada participante tem até às 15 horas do dia 20 de junho para concluir o curso classificatório Networking Essentials.

Inscrição: Para mais informações e inscrição, acesse a página do Women Rock IT. Após a conclusão e emissão do certificado, a candidata está automaticamente inscrita para a etapa de aulas online do CCNA, com início previsto em 22 de junho de 2021. Para saber mais sobre termos e condições, acesse este link.

Article source: https://clickpetroleoegas.com.br/cisco-oferece-1000-vagas-em-cursos-gratuitos-e-online-de-tecnologia-em-todo-o-brasil-para-mulheres-cis-e-trans/

CPS prorroga inscrições para curso em cibersegurança da Cisco

Foram prorrogadas até quinta-feira (18) as inscrições para a segunda edição do curso gratuito de qualificação online em segurança digital CyberOps Associate, oferecido pelo Centro Paula Souza (CPS) em parceria com o Cisco Networking Academy e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (SDE).

A iniciativa faz parte dos programas Minha Chance e CiberEducação Cisco do Brasil, que têm como objetivo preparar profissionais capacitados para atender à crescente demanda do mercado de segurança cibernética. Os interessados em participar do teste de seleção online devem fazer a inscrição pelo site fundacaofat.org.br.

No total são oferecidas 1,6 mil vagas na capacitação, que está dividida em três fases, somando 140 horas de atividades: CCNA Preparatório, CyberOps Associate e Preparatório Certificação. Para avançar de fase é necessário concluir a etapa anterior e ser classificado.

As aulas serão ministradas em plataforma virtual por professores do CPS e especialistas de mercado. As atividades ocorrerão entre os meses de novembro de 2021 e março de 2022. Além do conteúdo específico, os participantes terão a oportunidade de desenvolver habilidades socioemocionais e comportamentais, como liderança, comunicação, resolução de conflitos, empreendedorismo, entre outras.

A seleção dos candidatos será feita por meio de um teste online disponível no próprio site de inscrição. Podem participar estudantes de Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais, bem como pessoas da comunidade em geral, maiores de 18 anos. Ao término da capacitação, os melhores participantes receberão, gratuitamente, vouchers para a prova de certificação com reconhecimento internacional Cisco Certified CyberOps Associate, que impulsiona a carreira de profissionais em operações de segurança cibernética.

Minha Chance

O programa Minha Chance é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da SDE e do CPS, que visa capacitar estudantes de Etecs e Fatecs, além da comunidade em geral, em colaboração com a iniciativa privada.

O objetivo é estimular a geração de emprego e renda. Os cursos são elaborados em parceria com empresas que têm a vantagem de direcionar as vagas a profissionais com boa formação. As organizações interessadas podem fazer o cadastro pelo site minhachance.sp.gov.br.

Article source: https://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/cps-prorroga-inscricoes-para-curso-em-ciberseguranca-da-cisco/

Cisco ajuda a criar rede 5G que cabe em uma maleta

Uchoa, da Cisco, diz que o equipamento de 5G que cabe em uma caixa poderá ser instalado em fazendas ou galpões industriais — Foto: Divulgação

Article source: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/11/16/cisco-ajuda-a-criar-rede-5g-que-cabe-em-uma-maleta.ghtml

CPS anuncia parceria com Cisco para nova edição de curso sobre cibersegurança


Anncio ser feito durante live no Youtube nesta tera-feira (9), a partir das 18 horas

Anúncio será feito durante live no Youtube nesta terça-feira (9), a partir das 18 horas

Crédito: Divulgação

Nesta terça-feira (9), a partir das 18 horas, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (SDE) e o Centro Paula Souza (CPS) anunciam, em parceria com o Cisco Networking Academy, a oferta de 1,6 mil vagas na segunda edição do curso gratuito de qualificação online CyberOps Associate. A iniciativa faz parte dos programas Minha Chance e CiberEducação Cisco do Brasil, que têm como objetivo preparar profissionais capacitados para atender à crescente demanda do mercado de segurança cibernética.

O anúncio será feito durante uma live, com a apresentação de detalhes sobre o curso e a página para realização das inscrições. A transmissão poderá ser assistida pelo Youtube.

A capacitação está dividida em três fases, que somam 140 horas de atividades: CCNA Preparatório, CyberOps Associate e Preparatório Certificação. Para avançar de fase é necessário concluir a etapa anterior e ser classificado.

As aulas serão ministradas em plataforma virtual por professores do CPS e especialistas de mercado. Além do conteúdo específico, os participantes terão a oportunidade de desenvolver habilidades socioemocionais e comportamentais, como liderança, resolução de conflitos, comunicação, empreendedorismo, entre outras.

As inscrições poderão ser feitas entre 9 e 16 de novembro. A seleção ocorrerá por meio de um teste online disponível no próprio site de inscrição. Podem participar estudantes de Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais, bem como pessoas da comunidade em geral, maiores de 18 anos. Ao término da capacitação, os melhores participantes receberão, gratuitamente, vouchers para a prova de certificação com reconhecimento internacional Cisco Certified CyberOps Associate, que impulsiona a carreira de profissionais em operações de segurança cibernética.

Mais oportunidades

Terminam hoje (9) as inscrições para 3 mil vagas nos cursos online gratuitos de qualificação em tecnologia 5G, computação em nuvem e inteligência artificial, oferecidos pelo CPS em parceria com a Huawei. Os interessados podem inscrever-se pelo site fundacaofat.org.br.

Minha Chance

O programa Minha Chance é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da SDE e do CPS, que visa capacitar estudantes de Etecs e Fatecs, além da comunidade em geral, em colaboração com a iniciativa privada. O objetivo é estimular a geração de emprego e renda. Os cursos são elaborados em parceria com empresas que têm a vantagem de direcionar as vagas a profissionais com boa formação. As organizações interessadas podem fazer o cadastro pelo site minhachance.sp.gov.br.

Article source: https://www.abcdoabc.com.br/abc/noticia/cps-anuncia-parceria-cisco-nova-edicao-curso-sobre-ciberseguranca-139500

Cisco anuncia expansão da arquitetura SASE, com proteção do endpoint à Nuvem – Inforchannel

A Cisco anunciou a expansão da Secure Access Service Edge (SASE), em uma iniciativa que é avaliada como uma etapa importante na jornada da empresa para simplificar radicalmente a segurança e a rede, ajudando as equipes de Operações de Rede (NetOps) e de Operações de Segurança (SecOps) a conectar usuários a aplicativos com segurança. Além disso, a Cisco anunciou melhorias em sua plataforma nativa em Nuvem, a SecureX, para gerenciar de forma mais rápida e eficaz ameaças novas e emergentes.

O trabalho não é mais um local, mas uma experiência, e os eventos globais do ano passado transformaram em norma o trabalho de qualquer lugar. Ao mesmo tempo, essa tendência aumentou a complexidade do gerenciamento de redes e segurança ao ampliar a superfície de ataque formada por usuários, dispositivos, aplicativos e dados. À medida que o hub muda do data center para o usuário, uma arquitetura SASE surgiu como uma das principais prioridades organizacionais para fornecer conexão contínua com os aplicativos.

Hoje, a Cisco apresenta a capacidade de agregar todos os principais componentes do produto SASE em uma única oferta, propiciando flexibilidade para se efetuar uma transição fácil para um único serviço de assinatura no futuro, permitindo que as organizações comecem a usar a arquitetura integrada da fabricante imediatamente.

A empresa fornece todos os blocos de construção de uma arquitetura SASE, incluindo rede, acesso remoto, segurança na Nuvem, acesso a defesas baseadas no conceito de confiança zero e capacidade de observação. A visão da Cisco é combinar esses ativos em um único serviço de assinatura e fornecer acesso seguro e contínuo a qualquer aplicativo, em qualquer rede ou Nuvem, em qualquer lugar que os usuários trabalhem.

“Como a força de trabalho é cada vez mais híbrida, as estruturas tradicionais de rede e segurança não conseguem mais acompanhar essa nova forma de fazer negócios. Nunca houve um momento mais crítico para entregar algo radicalmente diferente, já que cada cliente é único e precisa de flexibilidade ao determinar como uma arquitetura SASE se ajusta ao seu ambiente. Quando se trata de transformação, não existe uma abordagem única para todos e mudar para uma estrutura SASE não é diferente”, disse Gee Rittenhouse, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo de Negócios de Segurança da Cisco .

“O anúncio de hoje permite que as organizações comecem a usar todos os blocos de construção centrais de uma arquitetura SASE imediatamente, tornando mais simples do que nunca continuar sua jornada para ela”, completou.

Recursos para facilitar o uso

Além disso, a Cisco continua a fornecer recursos que facilitam novos casos de uso SASE, incluindo:

o Prevenção de perda de dados – O Cisco Umbrella Data Loss Prevention (DLP) permite que as organizações descubram e bloqueiem dados confidenciais transmitidos a destinos indesejados, ao mesmo tempo em que evita a exfiltração de dados e oferece suporte a exigências de conformidade;

o Isolamento remoto do navegador – O isolamento remoto do navegador Cisco Umbrella possibilita que os usuários naveguem em sites da Web com segurança, protegendo os dispositivos do usuário final e as redes corporativas de instrusões baseadas no navegador;

o Detecção de malwares em Nuvem – A detecção de ameaças Cisco Umbrella encontra e remove malwares de aplicativos de armazenamento de arquivos baseados em Nuvem. À medida que mais organizações movem dados essenciais para os negócios para aplicativos na Nuvem, elas precisam garantir que os usuários possam acessá-los, mesmo de dispositivos não gerenciados, e que esses aplicativos sejam seguros;

o Expansão do Cisco SD-WAN Cloud Onramp – O lançamento do SD-WAN 17.5 desenvolvido pela Viptela expande os recursos do Cloud Onramp para experiências de aplicativos previsíveis e seguras. A Cisco vai além do AWS e do Azure para adicionar novas integrações de Nuvem, incluindo Google Cloud e Megaport. Além disso, o Cisco SD-WAN desenvolvido pela Meraki estende a conectividade de filiais para recursos em ambientes de Nuvem pública, como AWS, Azure, Alibaba Cloud;

o Nova SD-WAN e integração de segurança em Nuvem – Expandindo sua rede atual e integrações de segurança, o Cisco SD-WAN desenvolvido por Meraki e Umbrella agora se integra ao Cisco Umbrella para acelerar implantações de segurança nativas da Nuvem em locais distribuídos com túnel simplificado de Internet Protocol Security (IPSec);

o Visibilidade – Parte da nova oferta SASE, a inteligência de Internet e Nuvem da ThousandEyes continua a permitir a visibilidade das organizações e insights acionáveis em todas as redes, de qualquer usuário a qualquer aplicativo, para que possam remediar incidentes rapidamente e manter conectividade confiável e a experiência digital;

o Autenticação sem senha – O Duo anunciou uma infraestrutura independente de autenticação sem senha, disponível para conhecimento pública em breve. A meta é permitir plena confiabilidade com uma experiência de login sem atrito, garantindo que as empresas possam proteger uma combinação de aplicativos em Nuvem e locais sem exigir vários produtos de autenticação ou deixar lacunas de segurança críticas.

Inovação na SecureX

Além de simplificar a jornada do SASE para os clientes, a Cisco também busca simplificar e ampliar a proteção contra ameaças emergentes. Hoje, a Cisco oferece proteção completa do endpoint à Nuvem com a SecureX, introduzindo aprimoramentos da plataforma que reduzem o tempo de permanência para SecOps e automatizam as tarefas envolvidas na detecção e correção de ameaças.

Novos fluxos de trabalho automatizados incluem o ataque à cadeia de suprimentos da SolarWinds, investigações de phishing e de ameaças usando as informações mais recentes da Cisco Talos, uma das maiores equipes de inteligência contra riscos comerciais do mundo.

Esses aprimoramentos reduzem o tempo de detecção de ameaças em 95% e o tempo de correção em 85%. Com base nas inúmeras integrações de tecnologia Cisco em SecureX, desde Cisco Secure Endpoint a Cisco Umbrella, a plataforma aberta também oferece configuração pronta para uso com mais de 35 tecnologias de terceiros, incluindo Google, ServiceNow, Splunk e muito mais.

Além de adicionar simplicidade no nível da plataforma, a Cisco também está anunciando integração e automação no terminal. O Cisco Secure Client , um conector recém-integrado para Cisco Secure Endpoint, AnyConnect e Umbrella, simplifica a implantação e o gerenciamento para se obter maior eficiência e eficácia. O Cisco Secure Client atua como um ponto de controle local e um sistema de alerta antecipado para ameaças avançadas no âmbito de soluções como SASE, Zero Trust e Extended Detection and Response (XDR).

“A adoção de uma estrutura SASE e a redução geral da complexidade são uma das principais prioridades dos clientes enquanto fazem a transição para um ambiente de trabalho sustentado e flexível”, afirmou Rob Parsons, diretor de Prática, Rede e Segurança Integrada, Transformação de Cloud + Data Center da Insight.

“Com os anúncios de hoje, a Cisco continua a se posicionar como o provedor líder de uma estrutura SASE completa. Além disso, a plataforma de segurança simplificada e integrada da Cisco, SecureX, nos ajuda a enfrentar os desafios de TI e segurança mais complexos de nossos clientes. Estamos entusiasmados com a oportunidade que temos pela frente e com a direção que a Cisco está tomando”, concluiu.

Serviço
www.cisco.com

Arquitetura Sase

Cisco

Gestão de redes

malware

rede

SecureX

segurança























Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.


Edio do ms

Leia nesta edição:

Leia nessa edio sobre tecnologia

CAPA | TENDÊNCIA

O segredo da Computação Quântica

Leia nessa edio sobre carreira

TECNOLOGIA

SD-WAN é a bola da vez

Leia nessa edio sobre setorial | sade

SETORIAL

Varejo acelera migração para o Digital

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edio sobre sustentabilidade

GESTÃO

Mensagens digitais nas empresas. Usar ou não?

Novembro | 2021 | #52 – Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Article source: https://inforchannel.com.br/2021/04/01/cisco-anuncia-expansao-da-arquitetura-sase-com-protecao-do-endpoint-a-nuvem/

Cisco ajuda a criar rede 5G que cabe dentro de uma maleta

Por Denis Kuck, Valor — Do Rio

14/11/2021 17h26 Atualizado 14/11/2021

Article source: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/11/14/cisco-ajuda-a-criar-rede-5g-que-cabe-dentro-de-uma-maleta.ghtml

Cisco adiciona novas capacidades em todo o portfólio de redes

A Cisco anunciou nesta quarta-feira, 17, novas soluções de rede baseada em intenção para ajudar a otimizar as operações de redes empresariais. Como as organizações enfrentam desafios cada vez maiores para propiciar experiências digitais consistentes e positivas, a Cisco está promovendo avanços em redes para manter os clientes conectados, produtivos e protegidos. As inovações, focadas em simplificar a automação e fornecer insights de TI e de negócios, permitirá que as equipes de TI sejam ágeis e permaneçam totalmente alinhadas aos objetivos das empresas. Esse alinhamento nunca foi tão importante quanto no dinâmico ambiente empresarial atual.

Segundo a fabricante, estão sendo incluídas aos sistemas capacidades avançadas de automação para promover melhores experiências de usuário e, ao mesmo tempo, simplificar os processos da TI. A automação tornou-se fundamental para elevar a eficiência da TI, permitindo que as equipes de TI fiquem cada vez mais flexíveis e proativas, ao mesmo tempo em que reduz o tempo total gasto em manutenção da rede. As novas inovações em automação incluem:

• Inovações no Cisco SD-WAN: O Cisco SD-WAN viabilizada pela Viptela agora oferece completa segurança nativa da nuvem por meio da integração com o Cisco Umbrella, a fim de fornecer às empresas uma proteção maior contra os principais ataques cibernéticos a partir de acessos à SaaS e à internet. O Cisco Umbrella oferece Secure Web Gateway (SWG), segurança na camada DNS, firewall e funcionalidade Cloud Access Security Broker (CASB) em um único serviço integrado de rede. Com provisionamento integrado e licenciamento simplificado, o Cisco SD-WAN unificado com o Cisco Umbrella tem rápida implementação e é fácil de usar, ao mesmo tempo em que propicia uma experiência de usuário otimizada e maior segurança. Essa convergência de segurança e rede é um passo crucial para os clientes que buscam uma arquitetura SASE. Outras inovações no SD-WAN incluem suporte à multicast, voz integrada e comunicações unificadas.
• Cisco User-Defined Networks: Com Cisco User-Defined Networks, a equipe de TI pode dar aos usuários finais o controle sobre sua própria rede sem fio por meio do Cisco DNA Center. Os usuários finais conseguem conectar seus dispositivos com segurança e também controlar quais dispositivos podem ser conectados a sua “partição” pessoal de rede utilizando o app User Defined Network.

A Cisco está expandindo os insights para dispositivos que antes não eram monitorados, dando à TI a capacidade de fazer uma segmentação mais eficiente e de gerenciar melhor os dispositivos de IoT. A segmentação de rede – o ato de dividir a rede em partes menores para melhorar o desempenho e a segurança – costuma ser uma tarefa difícil, especialmente em ambientes com um ecossistema crescente e diversificado de dispositivos de IoT. Para ajudar na solução desse desafio, a Cisco está lançando:
• AI Endpoint Analytics: Com o AI Endpoint Analytics, o Cisco DNA Center identificará dispositivos antes desconhecidos em larga escala e, então, usará várias fontes contextuais e inteligência artificial para agrupá-los logicamente. Com essas informações, a TI pode criar uma base para políticas automatizadas e escaláveis.
• Analítica de políticas baseada em grupo: O Cisco DNA Center pode analisar fluxos de tráfego entre grupos de dispositivos para elaborar políticas que possam ser usadas como base para uma segmentação adequada.

Atualmente, as redes sem fio têm agregado imenso valor aos negócios, não só pelas experiências que propiciam, mas também pelos dados comportamentais que fornecem. A plataforma de serviços de localização interna da Cisco, Cisco DNA Spaces, está ganhando novas capacidades para ampliar a visibilidade e fornecer informações às empresas que buscam manter espaços físicos seguros.
• Cisco DNA Spaces for Return to Business: A Cisco adicionou à plataforma ferramentas de análise histórica e em tempo real, criadas para ajudar as empresas a monitorar os espaços de trabalho a fim de cumprir as diretrizes de distanciamento social. Os clientes podem usar apps integrados para monitorar, em tempo real, a densidade de pessoas nos prédios e analisar como eles estão sendo utilizados. Essas informações são críticas para que as empresas ajudem a manter a segurança das pessoas, além de tornarem os espaços de trabalho mais efetivos e eficientes.
• Indoor IoT Services: O Cisco DNA Spaces apresenta o primeiro recurso de IoT-as-a-Service indoor do mercado, com access points de WiFi-6 para ajudar os clientes a implementar, com rapidez e eficiência em termos de custos, aplicações internas de IoT em larga escala. O Cisco DNA Spaces simplifica a ativação, a configuração e o gerenciamento de um grande número de dispositivos de IoT, incluindo suporte para dispositivos conectados por Bluetooth (BLE). Graças ao vasto ecossistema de parceiros da Cisco, o Cisco DNA Spaces permite rastreamento de ativos, monitoramento do ambiente para proteção do pessoal, utilização do espaço, localização de salas e outros casos de uso nos setores de saúde, escritórios, varejo, educação, indústria e hospitalidade.

As inovações no Cisco DNA Center e no Cisco DNA Spaces anunciadas agora serão disponibilizadas na metade do ano de 2020. As inovações no Cisco SD-WAN já estão disponíveis.

Article source: https://tiinside.com.br/17/06/2020/cisco-adiciona-novas-capacidades-em-todo-o-portfolio-de-redes/

Trabalho híbrido é foco da Cisco na retomada da economia global

A Cisco anunciou nesta sexta-feira suas novas tecnologias projetadas para dar aos clientes e parceiros a capacidade de gerenciar a complexidade da força de trabalho híbrida. A novidade foi anunciada durante a 26ª edição do Cisco Partner Summit.

À medida que as organizações em todo o mundo adotam formas mais flexíveis de trabalho – com colaboradores no escritório, em casa ou em qualquer outro lugar, elas enfrentam desafios crescentes para garantir que todos os funcionários tenham acesso seguro e confiável às aplicações que precisam para serem produtivos. Com mais pessoas acessando aplicações fora do escritório, e muitas delas em nuvens diferentes, as redes que conectam todas essas coisas cresceram além do perímetro da empresa. A Cisco está anunciando agora novas soluções de tecnologia projetadas para dar aos clientes a capacidade de lidar efetivamente com essa complexidade e oferecer suporte para sua força de trabalho híbrida.

Como a casa se tornou a nova “micro-filial” das empresas, isso também aumenta a necessidade de uma nova abordagem de segurança. Por meio de inovações de trabalho híbrido, a Cisco ajudará os clientes a entender onde, quando, como e por que os problemas que afetam o usuário estão ocorrendo e continuará a fornecer soluções Zero Trust (confiança zero) tornando mais fácil garantir o acesso seguro a qualquer aplicação, em qualquer rede, em qualquer lugar onde os usuários trabalhem.

“Há muito tempo a Cisco é líder em rede, segurança e colaboração, o que nos dá uma oportunidade ímpar de enfrentar desafios e preocupações de uma força de trabalho híbrida de ponta a ponta”, diz Todd Nightingale, vice-presidente executivo e gerente geral da Cisco Enterprise Networking Cloud. “A visibilidade dos aplicativos e redes que estão além do controle da TI se tornou um fator crítico de sucesso para as equipes de tecnologia, pois elas oferecem suporte a uma força de trabalho híbrida em uma variedade de novas experiências digitais.”

ThousandEyes expande sua visão sem precedentes da Internet

A ThousandEyes está anunciando a adição do Application Outages à sua plataforma Internet Insights, dando às operações de TI uma visão instantânea das aplicações SaaS em escala global. Sem quaisquer requisitos de implantação, as equipes de TI agora terão uma visão em tempo real e histórica da disponibilidade das aplicações SaaS das quais os colaboradores dependem. Os clientes podem correlacionar rapidamente problemas específicos do usuário a problemas mais amplos de aplicações para alertar proativamente sua força de trabalho de que um aplicativo está indisponível, ao mesmo tempo em que encaminham o problema para o provedor de SaaS – muitas vezes antes que o provedor de SaaS reconheça o problema publicamente.

Graças à inteligência coletiva da ThousandEyes, com base em bilhões de medições contínuas em milhares de pontos de vantagem globais, a adição do Application Outages ao Internet Insights Network Outages possibilitará que os clientes tenham uma visão global de todas as redes, serviços e agora aplicações SaaS, que impactam a experiência digital.

A Internet afeta todos os colaboradores e consumidores. Para dar aos usuários insights reais sobre interrupções que afetam os serviços dos quais eles dependem, a ThousandEyes também está disponibilizando a primeira exibição ao vivo de aplicações SaaS e interrupções da Internet com base em dados de desempenho reais. Ao contrário de sites que dependem exclusivamente de problemas relatados pelo usuário, que podem ser equivocados e imprecisos, o Cisco ThousandEyes Internet Outage Map é alimentado por bilhões de medições diárias em milhares de pontos de vantagem globais para colocar o poder dos dados do mundo real nas mãos de cada usuário e colaborador.

Ampliando a visibilidade para as aplicações e ambientes mais importantes

Além da Internet pública, a visibilidade em aplicações de colaboração e ambientes de nuvem surgiu como a chave para fornecer experiências digitais excelentes aos usuários. As aplicações de colaboração se tornaram a tábua de salvação de muitos colaboradores remotos, portanto, garantir que eles estejam sempre trabalhando é a principal prioridade dos negócios. Na verdade, entre maio de 2020 e agosto de 2021, os aplicativos de colaboração se tornaram o tipo de app nº 1 mais monitorado pelas equipes de TI, indicando que a entrega de experiência de colaboração é considerada crítica pelas empresas no trabalho híbrido. Além disso, o gerenciamento de usuários, filiais, nuvens e a Internet requer uma abordagem mais simples e intuitiva para SD-WAN.

Para enfrentar esses desafios, a Cisco anunciou recentemente inovações para permitir uma experiência de trabalho híbrido ainda melhor. Essas inovações incluem:

  • A Cisco SD-WAN anunciou recentemente novos aprimoramentos para maior acesso e visibilidade em mais nuvens, com visibilidade para proporcionar experiências superiores. Com essas inovações, a Cisco está oferecendo maior interconexão com parceiros de nuvem e SDCI, suporte para multilocação aprimorada e melhor interface de usuário para gerenciamento mais intuitivo. Isso inclui a disponibilidade de novas integrações com Equinix, Google Cloud e Microsoft Azure.
  • Recentemente no WebexOne, a Cisco anunciou uma maior visibilidade do desempenho do Cisco Webex por meio do ThousandEyes e Cisco Meraki. Agora, o Meraki Insights automatiza a análise de causa raiz e etapas de remediação específicas na rede local, na WAN ou na nuvem de um provedor de SaaS. Disponível em 1º de dezembro, a TI também pode aproveitar os novos ThousandEyes Webex Agents para visibilidade bidirecional entre os locais do usuário e os serviços Webex.

Article source: https://tiinside.com.br/12/11/2021/trabalho-hibrido-e-foco-da-cisco-na-retomada-da-economia-global/

Iniciativa da PPP Piauí Conectado gera oportunidades de emprego na área de tecnologia – Defesa – Defesa

Em 2019, a PPP Piauí Conectado fechou uma parceria com a Cisco, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, com o objetivo de fomentar a inclusão digital e dar a todos os piauienses a oportunidade de crescer profissionalmente através da tecnologia. A Academia Cisco da Piauí Conectado iniciou por meio de um convênio com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), para beneficiar alunos da rede pública estadual.

A iniciativa começou a ser divulgada em escolas da rede estadual e os primeiros alunos a concluírem os cursos estudavam no CEEP Governador João Clímaco D’Almeida. Um deles foi o jovem Carlos Henrique Rodrigues da Silva Filho, na época, estudante do curso técnico em informática.

“O curso de Introdução ao Mundo Digital foi mais um complemento para mim enquanto estudava no curso de técnico em informática. Relembrando e colocando em prática tudo da informática básica. O curso de Introdução à Cibersegurança foi completamente novo para mim, aprendendo o básico de segurança cibernética, a me proteger e proteger outras pessoas. Já no curso de empreendedorismo, eu aprendi a ter visão inicial de como montar o próprio negócio e gerenciar melhor minhas próprias economias”, conta.

Hoje, Carlos Henrique trabalha no setor de informática do 25° Batalhão de Caçadores. “Graças aos cursos da Cisco, em parceria com a Piauí Conectado, hoje eu estou trabalhando na área. Os cursos me ajudaram a entrar e ter a troca de conhecimento com meus companheiros do setor, que me ajudam a melhorar meus conhecimentos em cima dos cursos que a Academia Cisco disponibiliza ao público”, explica o profissional.

Mas a iniciativa foi além e, com o início da pandemia em 2020, as turmas foram abertas para que toda a população piauiense pudesse participar dos cursos de forma totalmente on-line e gratuita. Mais de 5 mil pessoas já participaram dos cursos, que abordam desde as noções mais básicas de informática até configurações de rede, em cursos mais avançados.

Os cursos on-line da Academia Cisco também chegaram aos moradores de outras regiões do país. Residente em Marília-SP, Alan Gabriel de Oliveira Morais Dias é apaixonado por tecnologia e trabalha em uma operadora de telecom. Ele é aluno do curso de CCNA 1, uma capacitação que começa a formar o aluno para uma carreira promissora na área de redes.

“Fiquei muito feliz pela oportunidade de fazer esse curso por meio da Piauí Conectado. Ele está abrindo muito minha mente e meus conhecimentos na área e está dando oportunidade de eu crescer dentro da empresa. Meu sonho sempre foi trabalhar com data center e esse curso era um dos requisitos para poder almejar esse cargo. Sou eternamente grato por essa oportunidade. Estou aprendendo demais”, afirma

De acordo com a coordenadora da Academia Cisco Piauí Conectado, Charlene Queiroz, a Cisco Networking Academy chegou ao Piauí com a intenção de desenvolver pessoas. “Nós estamos tendo muito êxito. A nossa academia cresceu muito, recebemos muitas mensagens de apoio e de pessoas que estão colhendo muitos e bons frutos com essa capacitação. É muito gratificante trabalhar com esse projeto e ver a mudança de vida e de realidade desses alunos”, declara.

Atualmente, os cursos gratuitos disponibilizados pela Academia Cisco da Piauí Conectado são: Introdução ao Mundo Digital (30h), Introdução à Internet das Coisas (20h), Introdução à Cibersegurança (15h), Fundamentos de Cibersegurança (30h), Linux Unhatched (8h) e Programação de Fundamentos na Linguagem Python (75h).

Para saber mais sobre os cursos e se inscrever, basta acessar o site: www. piauiconectado.com.br/cursos.

Article source: https://defesa.com.br/iniciativa-da-ppp-piaui-conectado-gera-oportunidades-de-emprego-na-area-de-tecnologia/

Vivo Empresas e Cisco ampliam parceria para acelerar a digitalização de PMEs


Vector circuit board background technology. illustration

A Vivo Empresas, segmento corporativo da Telefônica Brasil, foi selecionada pela Cisco como sua parceira oficial para fomentar a digitalização de pequenas e médias empresas (PMEs) no País. A iniciativa é parte do programa global de aceleração digital, Cisco’s Country Digital Acceleration.

Na ação, batizada localmente pela Cisco como Brasil Digital e Inclusivo e lançada no ano passado em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para impulsionar o desenvolvimento de habilidades e transformação digital no Brasil, a Vivo Empresas lidera a frente de estímulo ao empreendedorismo brasileiro, em linha com a sua missão de ‘Digitalizar para Aproximar’.

De acordo com estudo desenvolvido pela FGV Projetos e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), 66% (dois terços) das micro e pequenas empresas estão n os níveis iniciais de maturidade digital . As analógicas somam 18% e outras 48% são emergentes – ou seja, promovem esforços para se digitalizar, mas ainda mantém estrutura e modelos de negócios tradicionais. Nos níveis mais avançados da escala estão as empresas consideradas intermediárias (30%) e as líderes digitais (4%). O relatório da pesquisa demonstra, ainda, que as práticas e estratégias de transformação digital ainda são pouco consolidadas neste recorte.

Com uma base composta por mais de 1.5 milhão de clientes corporativos, muitos deles pequenos e médios, a Vivo Empresas vem apresentando soluções e iniciativas para acelerar a jornada de digitalização de seus clientes, especialmente os micros e pequenos empreendedores, que da noite para o dia precisaram se apoiar na tecnologia para manter a operação funcionando. Ainda em um cenário híbrido de trabalho e operação, tais organizações precisarão, daqui para a frente, fortalecer essa base digital para ampliar o negócio, atender à demanda e manter sua relevância de mercado.

É neste sentido que a Vivo Empresas evolui a parceria com a Cisco. Para fortalecer seu portfólio voltado às PMEs , passa a oferecer a linha Cisco Designed, composta por soluções tecnológicas de conectividade, segurança e colaboração pensadas e desenvolvidas para este segmento do mercado. Como principais atributos, oferecem simplicidade operacional, segurança, alto desempenho, custos otimizados e contratação totalmente digital. Assim, oferecem a plataforma de infraestrutura digital adequada para suportar a digitalização de processos de negócio, auxiliando os empreendedores a alavancar o desempenho e produtividade de suas empresas.

Toda a linha Cisco Designed foi projetada para que seu uso seja intuitivo e de fácil instalação e operação. Os equipamentos roteadores contam com uma configuração simples e viabilizam a conectividade ponta a ponta, com segurança e VPN integrada. Os switches Ethernet proporcionam um melhor desempenho em formato compacto, ideal para implantações de empresas de pequeno e médio porte, além de oferecer uma camada extra de segurança digital, prevenindo ataques de malware, phishing e outras ameaças cibernéticas.

A parceria entre a Vivo Empresas e Cisco também inclui outras ações para a transformação digital das PME’s, como desenvolvimento de soluções por meio de um desafio de startups, programa de capacitação com abordagem em transformação digital e a viabilização do e-commerce para facilitar a aquisição da tecnologia por parte das pequenas e médias empresas.

De acordo com o Estudo de Maturidade Digital das Pequenas Empresas 2020 em oito países, as empresas de pequeno porte podem acrescentar US$ 2,3 trilhões ao PIB mundial até 2024, contribuindo para a recuperação econômica durante e após a pandemia. A pesquisa, realizada pela IDC e encomendada pela Cisco, analisou pequenas empresas nos Estados Unidos, Canadá, México, Brasil, Chile, Reino Unido, Alemanha e França para entender melhor suas oportunidades e desafios atuais e a correlação entre maturidade digital e maior rapidez de recuperação. Juntas, essas oito economias também podem ter um incremento de 5,5% com uma taxa de crescimento 42% mais rápida graças à maior digitalização de pequenas empresas.

Article source: https://tiinside.com.br/08/11/2021/vivo-empresas-e-cisco-ampliam-parceria-para-acelerar-a-digitalizacao-de-pmes/