13 de November de 2019

Mercado mostra dinamismo em período pós-férias

O mercado está particularmente dinâmico neste regresso ao trabalho, com a VMware a anunciar a compra da Pivotal, marca conhecida por comercializar a plataforma de código aberto Cloud Foundry. A transacção pressupõe que a VMware adquira por quinze dólares todas as acções classe A em circulação da Pivotal, um preço que os analistas consideram significativamente elevado já que as acções desta empresa não têm tido uma prestação propriamente fantástica desde o IPO, em Abril de 2018. No entanto, após o anúncio da compra, as acções subiram.

A Pivotal foi originalmente desmembrada da EMC Corporation (actualmente DellEMC) e da agora compradora VMware em 2012 para se concentrar no Cloud Foundry, uma plataforma de desenvolvimento de software de código aberto hoje em dia em uso pela maioria das empresas da Fortune 500. Aliás, esta é uma verdadeira transacção em forma de ‘pescadinha de rabo na boca’ já que a própria Dell continua a ser proprietária da maioria da VMware e da Pivotal, sendo que a VMware também tem interesses na Pivotal, até porque vende os seus serviços.

A Pivotal Cloud Foundry sempre foi o principal produto da empresa, que também oferece serviços de consultoria adicionais. Apesar de melhorar a sua prestação financeira desde a abertura do capital, a Pivotal reportou perdas de 31,7 milhões de dólares no último trimestre financeiro.

Resta saber se esta aquisição vai, realmente, acontecer. Num comunicado enviado à imprensa, a VMware reconheceu as negociações, mas assegura que «não há garantia de que tal acordo em relação à potencial transacção vá avançar». A VMware sublinha ainda que «não quer comunicar mais sobre este assunto, pelo menos até um acordo definitivo ser alcançado». Esta é uma afirmação que os analistas dizem, claramente, ser uma «declaração protocolar», pelo que o mais provável é que o negócio esteja já num estado estado avançado.

A compra do Pivotal também faz sentido no grande ‘esquema’ das aquisições recentes da VMware. No início deste ano, a empresa adquiriu a Bitnami e, no ano passado, comprou a Heptio, a startup fundada por dois dos três co-fundadores do projecto Kubernetes, que agora é a base de muitas novas implantações na nuvem corporativa e, mais recentemente, da Pivotal Cloud Foundry.

Sem esperar mais tempo, a VMware anunciou uma segunda compra, a da Carbon Black, uma empresa especializada em segurança endpoint, por 2,1 mil milhões de dólares. Uma aquisição que permitirá à VMware avançar na protecção de cargas de trabalho com Big Data, inteligência artificial e análise de comportamento frente a acções de ciber-delinquência avançada.

Cisco compra CloudCherry
Entretanto, a Cisco comprou a CloudCherry, uma empresa especializada em gestão de experiência de cliente. Os valores da transacção não foram ainda divulgados, tendo a Cisco explicado que pretende integrar a CloudCherry no seu negócio de soluções de centro de contacto.

«Estamos muito satisfeitos por conseguirmos acrescentar a tecnologia de gestão de experiência do cliente líder no mercado da CloudCherry à nossa carteira de oferta», disse a empresa em comunicado. Para a Cisco, esta aquisição «é o próximo passo para tornar real a nossa visão de colaboração cognitiva no contact center, que permite a entrega das melhores e mais personalizadas experiências ao cliente, melhorando em última instância a sua lealdade».

Business-ITBusiness-IT

Article source: https://business-it.pt/2019/11/04/mercado-mostra-dinamismo-em-periodo-pos-ferias/

De olho em Cloud Edge, Cisco leva capacidades de segurança a…

Como parte de sua estratégia em segurança, a Cisco anunciou nessa segunda-feira (12), durante o Cisco Partner Summit, em Las Vegas (EUA), que está unificando suas tecnologias de segurança e de SD-WAN (Software-Defined Wide Area Network) em busca de ajudar empresas a acelerarem sua migração para a nuvem,

Durante coletiva de imprensa, executivos da Cisco ressaltaram a transformação radical pela qual as redes de longa distância (WAN) estão passando, tendo em vista que as corporações alocam suas aplicações em diferentes nuvens – pública, privada e SaaS (Software as a Service). Ao mesmo tempo, empresas lidam com a flexibilização do ambiente de trabalho. Se hoje, funcionários podem trabalhar em qualquer lugar e não apenas nos escritórios, medidas de segurança também precisam ser pensadas para acompanhá-los. A Internet se tornou o ponto de intersecção onde empresas precisam conectar tanto seus funcionários quanto a aplicações críticas para o negócio, resultando em uma nova computação de borda na nuvem, ou Cloud Edge.

“Esta disrupção vem acontecendo devido a ascensão da nuvem. Essa conectividade é crítica aos negócios, cria desafios e exige mais eficiência da WAN. O comportamento do usuário também fica mais imprevisível”, ressalta Scott Harrell, vice-presidente sênior e gerente geral de Enterprise Networking da Cisco. “Em vez de ter a conectividade no data center, agora ela está distribuída, é uma mudança massiva. Toda conectividade precisa agora ser definida por software”, complementa.

A integração das habilidades de segurança ao SD-WAN também reforça as mudanças de estratégias que a Cisco tem direcionado nos últimos dois anos, um esforço competitivo para protagonizar os projetos de transformação digital de seus clientes. Afinal, trata-se de um mercado que tende a ser generoso para todos os atores envolvidos. Se as próprias redes de longa distância estão passando por grande disrupções, isso também gera um horizonte de oportunidades para os mais atentos.

Durante sua apresentação, Nirav Sheth, Vice-Presidente de Partner Solutions, Achitectures Engineering da Cisco, lembra que dentro de dois anos, 95% dos clientes irão recorrer ao SD-WAN. A estimativa é que até o ano de 2022, as oportunidades em SD-Wan, tanto para infraestrutura quanto serviços gerem um potencial de US$ 10 bilhões. Como exemplo, Sheth diz que a solução de cibersegurança da Cisco, a Talos, encontra três vezes mais ameaças do que o Google encontra resultados para buscas. “Uma vez que muitos clientes estão olhando para isso, a oportunidade é muito grande”, reforça Sheth acenando para os parceiros da companhia.

Simplicidade e acesso às APIs

Scott Harrell defende que até agora, muitas das soluções SD-Wan forçaram os departamentos de TI a escolherem entre a experiência da aplicação ou a segurança. Ao evoluir o portfólio SD-WAN, a Cisco afirma estar endereçando as novas realidades da Cloud Edge, esticando a camada de segurança para os pontos críticos inerentes à conectividade. A premissa é que o Cisco SD-Wan possa ajudar a TI a entregar melhor experiência para as aplicações e fazer com que usuários sejam mais produtivos ao entregar mais simplicidade. Os recursos do SD-WAN da Cisco agora são protegidos pela Talos e cobrem desde o firewall empresarial com reconhecimento de aplicativos e prevenção de invasões até filtragem de URL e podem ser administrados em um painel de controle único.

Outras inovações da nova estratégia anunciada durante o Cisco Partner Summit está a abertura das APIs para o Cisco SD-WAN. Com isso, prestadores de serviço e parceiros poderão criar novos serviços exclusivos. Pensando atender a nova demanda de desenvolvedores e engenheiros de rede, a comunidade Cisco DevNet acrescentou novos laboratórios de aprendizagem e treinamentos de SD-WAN.

Ao também integrar a Cisco SD-WAN com o Cisco Umbrella, a Cisco agora consegue barrar o acesso a destinos maliciosos antes mesmo de uma conexão ser estabelecida. Outro destaque diz respeito a parceria entre Cisco e Microsoft para melhorar a experiência dos usuários com o aplicativo Microsoft Office 365. Agora, a Cisco SD-WAN passa a monitorar em tempo real todos os acessos disponíveis à nuvem do Microsoft Office 365. Utilizando as URLs do Microsoft Office, a Cisco também consegue determinar a nuvem mais próxima, resultando em um desempenho até 40% mais rápido para os usuários.

*A jornalista viajou a Las Vegas a convite da Cisco

Article source: https://computerworld.com.br/2018/11/13/de-olho-em-cloud-edge-cisco-leva-capacidades-de-seguranca-a-sd-wan/

The Flash: Carlos Valdes, o Cisco, comenta triste morte do episódio 6×05 (Spoilers)

Atenção! O texto a seguir contém spoilers do episódio 6×05 de The Flash.

A 6ª temporada de The Flash fez a sua primeira vítima. Com Barry (Grant Gustin) e Iris (Candice Patton) tirando merecidas férias, coube a Cisco (Carlos Valdes) tentar resolver o caso do assassinato de Cigana (Jessica Camacho) na Terra-19. A notícia foi dada à Cisco por Breacher (Danny Trejo) — pai dela e ex-sogro de Cisco.

Cisco e Breacher então partem para a realidade alternativa para investigar o caso e, para surpresa de ambos, acabam descobrindo que o assassino de Cigana era Echo, o vilão doppelganger de Cisco. Enquanto trabalhavam no caso, Cisco e Kamilla (Victoria Park) ainda tiveram que lidar com um ataque sofrido por eles.

The Flash: Carlos Valdes, o Cisco, comenta triste morte do episdio 6x05 (Spoilers)
(Fonte: Dean Buscher / The CW)

Em entrevista ao TV Guide, Carlos Valdes comentou que a perda de Cigana/Cynthia é algo ruim para Cisco, mas também para ele mesmo, que não contracenará mais com Jessica Camacho. “É uma m***a! Não apenas para o personagem, mas também para mim, porque a Jessica é incrível como atriz e como pessoa. Ela sempre foi uma presença tão agradável para se ter no set”.

Para Valdes, a tragédia pode acabar fortalecendo o relacionamento de Cisco e Kamilla, já que o herói, mesmo que inconscientemente, sempre teve a presença de Cynthia em sua mente. “Eu diria que, apesar de terem sido testados em um nível realmente difícil neste episódio, acho que eles saem mais fortes do que eram antes”.

O último episódio de The Flash acabou servindo para mostrar que Cisco está no caminho necessário para assumir a liderança do “Team Flash” definitivamente, caso Barry realmente tenha o fim que está traçado para o personagem em “Crise nas Infinitas Terras”.

“Não tenho certeza de que ele esteja 100% certo de suas habilidades para se tornar líder de equipe, mas acho que, à luz das circunstâncias, é algo que ele deve fazer. Não é necessariamente algo que ele quer fazer, mas é algo que ele tem que fazer”, declarou o ator.

Entretanto, segundo Nash Wells (Tom Cavanagh), Cisco pode ter uma oportunidade de salvar seu amigo Barry do destino trágico que lhe aguarda. Porém, Valdes não parece tão empolgado com essa possibilidade. “Não tenho tanta certeza. Eu acho que geralmente você nunca deve confiar no Wells. É tudo o que vou dizer”. Será que Cisco conseguirá salvar Barry? Ou terá que duramente assumir a liderança da equipe? Uma coisa é certa, Cisco estará cada vez mais no centro das atenções daqui em diante.

No Brasil, a 6ª temporada de The Flash vai ao ar todo domingo, às 22h25, no Warner Channel.

Este texto foi escrito por Marcelo Omega via nexperts.

Article source: https://www.minhaserie.com.br/novidades/49793-the-flash-carlos-valdes-o-cisco-comenta-triste-morte-do-episodio-6x05-spoilers

Logicalis conquista 16 prêmios no Cisco Partner Summit 2019 – INFOR CHANNEL – O ponto de encontro da comunidade de TI

A Logicalis, empresa global de serviços e soluções de tecnologia da informação e comunicação, está mais uma vez entre os grandes destaques do Cisco Partner Summit. A empresa foi reconhecida em 16 categorias na edição de 2019, entre as quais destacam-se o prêmio global IoT Industry Partner of the year, e a coroação de seus esforços para garantir a melhor experiência dos clientes com o prêmio Customer Experience Partner of the Year, recebido na América Latina, no Brasil e na região classificada pela Cisco como MCO (Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai).

Além do prêmio de Customer Experience, a operação brasileira foi reconhecida também por sua atuação nas áreas de redes corporativas, com o prêmio Architectural Excellence Enterprise Networking Partner of the Year; de operadoras de telecomunicações, com o Architectural Excellence Service Provider Partner of the Year, e por sua expertise em segurança e transformação digital, com os prêmios Architectural Excellence Security Partner of the Year e Digital Transformation Partner of the Year.

No âmbito de América Latina, a empresa ficou com dois prêmios: Enterprise Partner of The Year e o já citado Customer Experience Partner of the Year. Destaca-se ainda o prêmio Architectural Excellence Data Center Partner of the Year, recebido pela região “Americas”.

Nos países classificados como MCO, a empresa recebeu cinco prêmios; assim como recebeu dois prêmios, um em cada região, por seu trabalho em CANSAC (Bolívia, Equador, Peru e Porto Rico) e no México.

“A conquista desses prêmios é o reflexo do nosso trabalho de capacitação de nossos times, tanto do ponto de vista do profundo conhecimento das tecnologias de nossos parceiros quanto do entendimento das necessidades dos clientes, o que nos permite construir soluções assertivas e acompanhar todo o seu ciclo de vida, contribuindo para os melhores resultados”, diz Vanessa Lima, diretora de marketing e alianças da Logicalis para América Latina.

Article source: https://inforchannel.com.br/logicalis-conquista-16-premios-no-cisco-partner-summit-2019/

10 certificações para começar a carreira em…

Certificações ajudam a dar mais credibilidade ao currículo e podem tornar profissionais mais atraentes para recrutadores. Em meio ao concorrente mercado de trabalho, certificações podem ser uma ótima aposta.

No nível de entrada, elas são uma boa maneira de se destacar de outros candidatos – e até mesmo aumentar o salário. Conheça as dez principais certificações internacionais para iniciar a carreira em TI:

Cisco Certified Entry Networking Technician (CCENT)

A obtenção de uma certificação de CCNET demonstrará a capacidade de instalar, operar e solucionar problemas de uma rede de pequena empresa. É uma ótima certificação para quem quer obter uma posição de suporte de rede de entrada ou se já sabe que quer uma carreira em rede.

Para receber a certificação, a pessoa precisará concluir o curso Interconexão da parte 1 dos dispositivos de rede da Cisco (ICND1). É um curso de cinco dias que acontece pessoalmente ou on-line, e abordará os fundamentos das camadas de rede envolvidas no roteamento. O curso também abrange firewalls, segurança de rede básica, controladores sem fio e pontos de acesso.

Taxa do exame: US$ 125

Cisco Certified Technician (CCT)

A certificação CCT verifica as habilidades para diagnosticar, restaurar, reparar e substituir dispositivos críticos de sistema e rede Cisco nos locais dos clientes. Existem dois caminhos diferentes para o CCT: centro de dados ou roteamento e comutação.

A certificação CCT Data Center abrange o suporte e a manutenção dos sistemas e servidores Cisco Unified Computing. Ele é voltado para engenheiros de suporte de campo que trabalham com dispositivos e software do sistema de data center da Cisco. É preciso fazer o curso Suporte aos dispositivos do sistema de data center da Cisco (DCTECH) v2.0 antes de passar no exame. O curso aborda fundamentos de rede de data center, serviços de campo e substituição de equipamentos e como identificar os modelos de componentes do Cisco Unified Computing System (UCS), cabeamento de acessórios e interfaces.

A certificação CCT Routing and Switching abrange o suporte no local e a manutenção de roteadores, comutadores e ambientes operacionais da Cisco. Ele foi projetado para suporte técnico no local e outras equipes de suporte que trabalham com as soluções de data center da Cisco. Antes de fazer o exame, a pessoa precisa fazer o curso Supporting Cisco Routing and Switching Network Devices (RSTECH). O curso individual on-line aborda os fundamentos de rede, os modelos externos e de comutação da Cisco, os modos de operação do software Cisco IOS e a interface de linha de comando (CLI) da Cisco.


Seis formas de expandir o uso das APIs e microsserviços em nível corporativo

E-book por:

Taxa do exame: US$ 125 por exame

Cisco Certified Network Associate (CCNA) Routing Switching

A certificação CCNA Routing and Switching é uma boa opção para quem deseja trabalhar em rede, mas também uma escolha sólida pra quem estiver procurando por uma posição de help desk de nível básico. O exame verifica a capacidade de identificar modelos de roteadores e comutadores Cisco, acessórios, cabeamento e interfaces. É necessário entender os modos de operação do Cisco IOS Software e o Cisco CLI.

Antes de fazer o exame de certificação, há o curso Suporte ao Cisco Routing e Switching Nework Devices. É um curso on-line individualizado que inclui até seis horas de materiais de treinamento sob demanda que pode ser acessado por até um ano.

Taxa de exame: US$ 299

CompTIA IT Fundamentals+ (ITF+)

A certificação ITF + foi criada para os interessados ​​em iniciar uma carreira na área de TI ou que desejam mudar de carreira. O exame pretende validar o conhecimento básico em TI e fornecer uma ideia melhor de como é trabalhar em TI. O exame de certificação abrange redes, infraestrutura, conceitos e terminologia de TI, aplicativos e software, segurança, fundamentos de banco de dados e desenvolvimento de software. Também é um bom ponto de partida para quem quiser continuar no caminho de certificação da CompTIA, mas isso não é obrigatório para outras certificações.

Taxa de exame: US$ 119

Comp TIA A +

A certificação CompTIA A + destina-se a especialistas de suporte, técnicos de serviço de campo, analistas de suporte de desktop e suporte de suporte técnico. Para quem tem interesse em conseguir um emprego em um campo relacionado, é uma certificação de nível básico sólida e bem conceituada no setor.

A certificação verifica a capacidade de solucionar problemas e resolver problemas com redes, sistemas operacionais, dispositivos móveis e segurança. A certificação se concentra em nove grandes habilidades de TI, incluindo hardware, rede, dispositivos móveis, sistema operacional Windows, solução de problemas de hardware e rede, tecnologias de sistema operacional, solução de problemas de software, segurança e procedimentos operacionais.

Taxa de exame: US$ 211

CompTIA Network+

A CompTIA Network + é uma certificação de nível básico que abrange conceitos de rede, solução de problemas, operações, ferramentas e segurança, bem como infraestrutura de TI. A certificação é projetada para administradores de redes juniores, técnicos de campo de rede, engenheiros de sistemas juniores, consultores de SI e engenheiros de campo de rede.

O exame verifica o conhecimento com a configuração, gerenciamento e manutenção de dispositivos de rede, implementação e projeto de redes funcionais, solução de problemas de rede e segurança de rede. Se o interessado sabe que quer trabalhar em estreita colaboração com as redes de TI, é uma certificação bem reconhecida e valiosa que o diferencia de outros candidatos de nível de entrada.

Taxa de exame: US$ 302

CompTIA Security +

A segurança é uma habilidade essencial de TI para qualquer função de tecnologia, por isso é uma boa ideia ter certificação CompTIA Security + no nível de entrada. É adequado para administradores de redes, sistemas e segurança, especialistas em segurança, auditores de TI juniores, consultores de segurança e engenheiros de segurança.

O exame abrange ameaças, ataques e vulnerabilidades, gerenciamento de riscos, arquitetura e design, tecnologia e ferramentas, criptografia e PKI e gerenciamento de identidade e acesso. Ganhar a certificação Security + mostrará aos empregadores que o profissional tem as habilidades para instalar e configurar sistemas para manter aplicativos, redes e dispositivos seguros de acordo com as leis de conformidade.

Taxa de exame: US$ 330

Microsoft Technology Associate (MTA)


Seis motivos para fazer backup do Microsoft Office 365

E-book por:

A certificação MTA abrange os fundamentos de TI, como infraestrutura, bancos de dados e desenvolvimento. Ele foi projetado pela Microsoft como uma certificação de nível básico para funcionários que estão iniciando na área de TI ou para aqueles que desejam mudar de carreira. O exame destina-se a ajudar a pessoa a estabelecer sua carreira em TI, com foco em bancos de dados, hardware, software ou infraestrutura. Ele aborda o que é preciso saber como um auditor de TI júnior ou como administrador de sistemas, rede ou segurança.

Taxa do exame: Varia por localização

Microsoft Certified Solutions Associate (MCSA)

A certificação MCSA é outra opção de nível de entrada da Microsoft que abrange o design e a criação de soluções de tecnologia nos serviços e conjuntos de software da Microsoft. É um pouco mais avançado que a certificação MTA, mas não é necessário concluir o MTA para ganhar o MCSA. No entanto, a pessoa precisará ganhar seu MCSA se quiser continuar no caminho de certificação da Microsoft para obter certificações MCSE, MCSD, MCPS ou MCT.

Taxa do exame: Varia por localização

PMI Certified Associate in project Management (CAPM)

A certificação CAPM é amplamente reconhecida para gerenciamento de projetos, oferecida pelo Project Management Institute (PMI). O profissional não precisa necessariamente ser um gerente de projeto para obter seu CAPM – muitos dos trabalhos de TI exigem habilidades de gerenciamento de projetos para supervisionar projetos técnicos.

São necessárias pelo menos 23 horas de educação em gerenciamento de projetos antes de fazer o exame, mas a pessoa pode conseguir isso por meio do curso Noções básicas de gerenciamento de projetos do PMI. O curso é projetado pelo PMI para prepará-lo para o exame de certificação CAPM – ele abrange as noções e habilidades de gerenciamento de projetos que você precisa para um trabalho de gerenciamento de projetos de TI.

Taxa de exame: US$ 225 para associados; US$ 300 para não-membros

Taxa do curso: US$ 400 para não-associados; US$ 350 para membros

Article source: https://computerworld.com.br/2018/10/03/10-certificacoes-para-comecar-a-carreira-em-ti/

Os 20 melhores cursos de certificado que pagam bem

A conclusão bem-sucedida de um curso de certificação de uma universidade de renome é uma das maneiras mais fáceis de obter uma promoção, aumentar seus salários ou mudar de emprego. Com duração de alguns meses a anos, com aulas à noite, noites, fins de semana e on-line, esses cursos oferecem as habilidades avançadas necessárias para ter sucesso no local de trabalho de hoje.

  • Muitos cursos de certificação exigem que você faça exames (isso ajuda na obtenção de um emprego), alguns podem exigir preparação de 3 a 6 meses.
  • Dependendo do seu plano de interesse para um curso / certificação e mercado de trabalho relacionado. Muitas certificações exigem que você limpe / passe em um exame.
  • Alguns programas exigirão que você participe de um curso de curta duração e depois faça uma prova. Você pode ter que visitar laboratórios para práticas etc.
  • Alguns podem exigir que você faça aulas por 6 meses antes de comparecer ao exame.
  • Muitos empregos exigem ter algum tipo de experiência profissional – é possível que você precise trabalhar como trainee para obter alguma experiência antes de conseguir o emprego certo.
  • Existem alguns programas de certificação rápida que podem oferecer certificado em poucos dias (apenas participando de aulas / seminário). Esse tipo de certificado pode não ajudar muito na obtenção de um emprego, mas apenas melhorar seus conhecimentos / habilidades existentes.
  • Para 2019 – o setor de saúde possui muitos programas, cursos e certificações de curto prazo, muitos deles não exigem diploma. As pessoas interessadas em assistência médica podem obter a certificação e começar a procurar emprego. (A certificação básica pode dar a você um preço inicial de US $ 15 / hora (depende do tipo de certificação)). Seu salário muitas vezes não aumenta drasticamente, a menos que você tenha um diploma ou acabe em um cargo de gerência.
  • As certificações de TI podem oferecer empregos bem remunerados (em cerca de dois anos). Se você estiver procurando uma carreira na indústria de software, tente obter um diploma e obter uma certificação (altamente recomendado se você não tiver um diploma) para uma carreira de longo prazo. (Para 2019, esse setor tem um dos trabalhos mais bem pagos nas áreas de engenheiro de nuvem, analista de segurança cibernética, programação, aprendizado de máquina, IA etc.).

Abaixo está uma lista de alguns programas curtos de certificado que podem levar a uma boa carreira.

Os 20 melhores cursos de certificado nos EUA

  1. Segurança de sistemas: devido ao aumento de hackers, os profissionais de segurança de sistemas estão em alta demanda. Com salários de até US $ 130.000 para o melhor, um curso de certificado em segurança do sistema ensinará como proteger os dados e a infraestrutura de seu empregador contra ataques. Este curso é destinado a pessoas familiarizadas com codificação e computadores.
    Programas de segurança cibernética
  2. Engenheiro de nuvem: se você possui certificação na AWS, Azure, então você tem uma boa chance de ganhar um salário decente. Existem muitos requisitos de trabalho nessa área. Muitos empregos de nível júnior a sênior estão disponíveis.
  3. Certificações de TI : certificações de TI como RHEL, MCSE, CCNA VMware, Java etc estão sempre em demanda (alguma experiência sempre ajuda com certificações). Com 2-3 anos de experiência, você pode facilmente ganhar $ 100k + de salário. Sempre tente obter a certificação, mesmo quando estiver trabalhando, isso ajuda muito na obtenção de um novo emprego e mantém você atualizado com os requisitos do setor.
  4. Repórter da Corte: Como o crime sempre fará parte da sociedade humana, sempre haverá trabalhos para repórteres da corte. Um curso de certificado simples ensinará as habilidades necessárias para ser bem-sucedido nesse trabalho. Além do sistema de justiça do país, as habilidades de digitação de um repórter da corte também são procuradas no setor de televisão. O salário médio é de cerca de US $ 40.000 em um ano.
  5. Costura e Design: Se você deseja trabalhar como alfaiate em uma das principais marcas de roupas ou iniciar sua própria linha de roupas, as habilidades necessárias (tudo, desde selecionar o tecido, trabalhar com ele até cuidar dele) pode ser aprendido por meio de um certificado curso em sua faculdade local. Com salários que variam de US $ 25.000 a US $ 60.000 (mais se você iniciar sua própria linha de roupas), se você gosta de desenhar roupas, um curso de costura será a combinação perfeita.
  6. Design de sites: considerando o grande número de sites abertos todos os dias, encontrar um emprego não será difícil. Esses cursos geralmente cobrem toda a gama de tópicos necessários para a criação bem-sucedida de um site, ou seja, desde a codificação do site até a criação de gráficos para o site e o trabalho com diferentes tipos de multimídia. Os salários médios variam de US $ 40.000 a US $ 70.000, dependendo da empresa em que você trabalha. Uma vantagem adicional é a opção de freelancer de seus serviços, mantendo um emprego em período integral.
  7. Finanças para gerentes: este curso é destinado a gerentes de empresas que desejam aumentar suas chances de serem promovidos à alta gerência. Este curso ensina as técnicas, ferramentas e habilidades que uma pessoa precisará para analisar diferentes problemas e modelos de negócios, aplicar conceitos para resolver problemas de gerenciamento, finanças e contabilidade. Os salários médios na promoção variam de US $ 70.000 a US $ 100.000.
  8. Gerenciamento de restaurantes: graças ao crescimento exponencial do setor de turismo e hospitalidade, o número de restaurantes em todas as cidades continua aumentando. Um programa de certificação desenvolverá e ensinará liderança forte, habilidades de comunicação eficazes, habilidades de resolução de problemas, além de habilidades de formação de equipe e motivação. Embora o trabalho às vezes seja árduo, a satisfação e o salário no trabalho são altos, com salários variando de US $ 35.000 a US $ 125.000.
  9. Transcriptionist médico e codificação: contratados por companhias de seguros e hospitais, transcriptionists médicos e codificadores desempenham um papel muito importante no processo de reivindicação de seguro. Um curso de certificação ensinará os diferentes códigos usados, fornecerá treinamento na criação e leitura do código alfanumérico usado pela indústria para processar reivindicações médicas. Os salários médios variam de US $ 25.000 a US $ 50.000, é fácil encontrar um emprego, já que todos os consultórios médicos do país exigem um.
  10. Avaliador de seguros para carros: se você deseja mudar para um setor em que seu trabalho será dividido entre escritórios e o campo é relativamente livre de estresse, um curso de certificação em avaliação de seguros fornecerá exatamente essa oportunidade. Todas as habilidades necessárias para estimar o custo do reparo de um carro danificado serão ensinadas; você tem a opção de trabalhar diretamente com uma companhia de seguros ou trabalhar de forma independente. O salário médio é de US $ 50.000 a US $ 60.000.
  11. Mecânico de automóveis: um curso de certificação com duração de alguns meses permitirá que você se torne um mecânico de automóveis e motocicletas. Um setor à prova de recessão (como as pessoas tendem a consertar seus carros em vez de comprar um novo quando a recessão está em andamento), salários médios de até US $ 50.000 são a norma.
  12. Terapeuta de massagem: É sabido que a massagem é uma ótima maneira de diminuir o estresse e a tensão cotidianos. Um curso de certificado ensinará as habilidades necessárias para a prática eficaz. Com o aumento do número de pessoas que optam por uma massagem todos os dias, é fácil encontrar trabalho e é oferecido um salário médio de cerca de US $ 38.000. Uma vantagem adicional é que você tem a opção de trabalhar como massagista individual.
  13. Instalação de sistemas de alarme e incêndio: A segurança é uma indústria importante, todos os edifícios do país precisam de alarmes de incêndio e um grande número está adicionando câmeras de segurança e sistemas de alarme para proteção adicional. Portanto, se você gosta de dispositivos eletrônicos e elétricos, um curso de certificação permitirá que você se torne um instalador desses sistemas. Tudo, desde a instalação até a manutenção e a reparação dos diferentes sistemas que você usará, será ensinado. Os salários médios variam de US $ 42.000 a US $ 50.000 por ano, uma vantagem adicional de um emprego nesse campo é que não é um trabalho de mesa, você sempre estará em movimento de um projeto para outro.
  14. Curso de Certificação EMT: Sempre haverá a necessidade de EMT (Técnico Médico de Emergência) enquanto existirem seres humanos. Embora os requisitos exatos variem de acordo com o estado, um curso de certificação de uma universidade de renome ensinará todas as habilidades necessárias que você precisará para executar na rua. Embora o trabalho em si seja estressante, os salários médios variam de US $ 35.000 a US $ 45.000, no final de um dia de trabalho você sabe que salvou vidas.
  15. Personal Fitness Trainer: Se você gosta de frequentar a academia, tem uma paixão por ajudar os outros, a certificação para se tornar um personal trainer é uma boa oportunidade de ganhar muito dinheiro enquanto se diverte no trabalho. Com o número esperado de vagas de trabalho a aumentar de 25 a 30% nos próximos dois anos, os salários variam de US $ 30 por hora a US $ 300 (se você for grande), se você gosta de fitness, esse é o caminho para você.
  16. Transcriptionist Para Hospitais: Os médicos atendem a um grande número de pacientes todos os dias, pois não têm tempo para digitar e manter atualizados os prontuários dos pacientes; a necessidade de transcriptionists médicos estará sempre presente. O único requisito para o trabalho é uma velocidade de digitação rápida e a capacidade de decifrar o que o médico está dizendo através das gravações de áudio (essas duas habilidades são ensinadas no curso de certificação). Os salários médios são de US $ 32.000 a US $ 40.000.
  17. Intérpretes de idiomas: Graças à globalização, o número de pessoas de diferentes países nos EUA está aumentando diariamente. Nem todas essas pessoas falam inglês, daí a necessidade de intérpretes eficazes. Se você concluir com êxito um curso de certificação em um idioma popular (chinês, japonês, hindi etc.), sempre haverá um emprego para você em hospitais, serviços sociais e salas de tribunais (para citar apenas alguns). Tudo o que é necessário para praticar é obter a certificação, muitas universidades oferecem cursos que ensinam o idioma e permitem a certificação no final. Se você já conhece o idioma, basta fazer o exame (com algumas horas de duração) para obter a certificação. Os salários médios variam de US $ 45.000 a US $ 55.000.
  18. Intérprete de linguagem gestual: Se você é uma pessoa do povo, gosta de ser independente em seu trabalho, um curso de certificação permitirá que você atue como intérprete para surdos. Com o trabalho disponível em escolas, universidades, serviços sociais e empresas, é fácil encontrar emprego. O salário médio é de US $ 37.000 a US $ 40.000.
  19. Embalsamamento: Embora não seja para todos, se você tem uma constituição corporal forte, o curso de certificação ensinará as habilidades necessárias para preparar os mortos para o local final de descanso. Os salários médios em mais de US $ 40.000, a segurança no emprego é final, já que a recessão ou não, você sempre terá um emprego.
  20. Soft skills de engenharia : os engenheiros sempre estarão em demanda, mas se você é um engenheiro que deseja se destacar do resto, um curso de certificado em soft skills de engenharia fará exatamente isso. Esses cursos são projetados para criar engenheiros que entendem os princípios de finanças, gerenciamento e negócios. Isso oferece uma enorme vantagem competitiva sobre outros engenheiros para aqueles que concluem o curso com sucesso. Os salários médios variam de US $ 30.000 a US $ 80.000.
  21. Curso de Segurança Interna: Se você estiver interessado em trabalhar para a segurança nacional, um curso de certificação ensinará todas as habilidades necessárias para manter o país seguro. Com salários de até US $ 100.000 por ano e segurança total no emprego, um curso de certificado de segurança nacional pode ser a combinação perfeita para você proteger seu país e ganhar muito enquanto faz isso.
  22. Assistente Veterinário: Se você gosta de animais, quer trabalhar com eles, um curso de certificação para se tornar um assistente veterinário ensinará como trabalhar com animais diferentes, cuidar de animais diferentes, como ajudar os veterinários no consultório. Os salários variam de US $ 15.000 a US $ 35.000.

Considerando um grande número de cursos de certificação oferecidos, não deve ser difícil encontrar um que atenda às suas necessidades e exigências. Embora isso exija alguns meses de trabalho duro e um investimento de tempo e dinheiro, depois de concluir o curso com sucesso, você estará pronto para atingir seus objetivos, independentemente de quais sejam.

Existem muitas certificações de computador que podem construir sua carreira e você pode ganhar muito mais dinheiro. A certificação em computadores é uma boa opção se você tiver interesse em computadores com um diploma de bacharel.

Article source: https://clickbahia.com.br/os-20-melhores-cursos-de-certificado-que-pagam-bem/

OpenRoamming é aposta da Cisco para impulsionar uso do Wi-Fi…

O Wi-Fi 6 é considerado pela Cisco como a maior evolução em wireless dos últimos dez anos. Ao mesmo tempo, reserva uma série de vantagens em relação à tecnologia Wi-Fi convencional. Construído nas mesmas bases do 5G, promete conexão até 40% mais rápida, a ponto de permitir aos usuários o streaming de vídeos em 8K, por exemplo. “Wi-Fi 6 já está à disposição, está pronto. E já temos clientes no Brasil”, adianta Marco Sena, diretor de Enterprise Networks da Cisco para América Latina, durante o evento Cisco Live, em Cancún (México).

O padrão foi lançado oficialmente pela Wi-Fi Alliance em setembro deste ano. Apesar dos preços dos equipamentos serem de 15% a 20% mais altos, segundo a Cisco, a mudança da rede convencional para este novo padrão pode ser vantajosa para quem está pensando em expandir sua rede agora. “A decisão depende do momento que a empresa está vivendo, mas quem está expandindo pode acabar optando por uma estrutura que traz mais benefícios e tem uma vida maior”, avalia Sena.

A grande aposta da Cisco para expandir o novo padrão de conexão é a tecnologia chamada OpenRoamming, já disponível, que conecta os dispositivos automaticamente às redes Wi-Fi 6, de forma semelhante ao que acontece hoje quando um smartphone chega a outro país e já reconhece a rede local, sem necessidade de qualquer ação do usuário.

Na prática, a tecnologia faz uma interconexão entre as diferentes redes, com autenticação automática. Para impulsionar este modelo, o objetivo da Cisco é trabalhar com os fabricantes e provedores de hotspots para fazer parcerias que permitam que esse tipo de conexão se torne realidade.

Quando o 5G estiver em uso no país, ao longo do dia a conexão do usuário vai variar entre Wi-Fi e a rede do pacote móvel. A ideia da Cisco é que as pessoas nem percebam essa mudança, e a experiência seja sempre a mesma, graças ao Wi-Fi 6. Segundo a empresa, o OpenRoaming não compartilhará nenhuma informação pessoal identificável com o proprietário da rede Wi-Fi, a menos que se permita.

Quais as vantagens reservam o OpenRoaming?

Para as empresas, a grande vantagem do OpenRoaming será a quantidade de dados que é possível reunir sobre como os clientes, por exemplo, passam tempo dentro de uma loja. Essas informações poderão ser aproveitadas para entender melhor os padrões dos consumidores e criar uma experiência de usuário aprimorada.

No entanto, para que o conceito do OpenRoamming entre efetivamente em prática, ainda é preciso aguardar a chegada do 5G. A estimativa de Sena é de que entre 18 e 24 meses todos os países da América Latina estejam utilizando 5G. “Alguns países serão mais rápidos que outros. Ainda há poucas implementações reais na América Latina”, afirma Jordi Botifoll, presidente da Cisco para América Latina.

Segundo a Wi-Fi Alliance, o Samsung Galaxy Note10 e o Ruckus R750 foram os primeiros produtos (smartphone e ponto de acesso) a serem certificados no mundo, respectivamente. A organização espera que os principais telefones e pontos de acesso em breve ofereçam suporte à última geração de Wi-Fi. Segundo o site da WiFi Alliance, atualmente há 56 dispositivos certificados no total, nas categorias computadores e acessórios, telefones, roteadores e outros.

*A jornalista viajou a Cancún, México, a convite da Cisco

Article source: https://computerworld.com.br/2019/10/31/openroamming-e-aposta-da-cisco-para-impulsionar-uso-do-wi-fi-6/

Cisco estende inteligência artificiais em reuniões…

A Cisco lançou um pacote de recursos baseados em inteligência artificial (AI) no Webex, que reúne as tecnologias recentemente adquiridas que, segundo a empresa, tornarão as reuniões de negócios mais eficientes e intuitivas.

Os aprimoramentos da ferramenta de conferência Webex, que incluem a inicialização mais rápida de reuniões, uma maneira melhor de conhecer as pessoas que participam das reuniões e melhorias no reconhecimento facial, ajudarão os clientes a colaborar de forma mais eficaz em qualquer local, disse a empresa.

A Cisco comprou o Webex em 2007 por cerca de US$ 3,2 bilhões, com o objetivo de competir de forma mais eficaz com a Microsoft e outros fornecedores de software de colaboração. Hoje, as ferramentas de conferência do Webex são usados por mais de 130 milhões de clientes por mês, segundo a Cisco.

“Estamos procurando oferecer aos clientes ferramentas de colaboração cognitiva que misturem inteligência, contexto, análise e aprendizado de máquina para obter resultados mais eficazes e práticos”, disse Keith Griffin, CTO do Grupo de Colaboração em Equipe da Cisco.

Um desses aprimoramentos práticos é chamado de Proactive Join. Com esse recurso, o Assistente Webex pergunta se um usuário gostaria de participar de uma reunião enquanto entra em uma sala de reunião. O recurso usa a tecnologia Intelligent Proximity da Cisco para determinar a localização do usuário a partir de seu dispositivo móvel, além de acessar a agenda do usuário. Assim, quando o usuário entra na sala, o sistema o reconhece e o ativa, disse Griffin. O Cisco Intelligent Proximity é um conjunto de recursos que é ativado quando os usuários aproximam os dispositivos móveis dos pontos de extremidade de colaboração de voz e vídeo da Cisco.

Griffin observou que as reuniões Webex podem começar com um clique, mas às vezes os usuários não fazem isso imediatamente, então esse recurso elimina essa tarefa. Griffin disse que isso foi uma das adições mais populares em testes recentes da tecnologia.

Usando a tecnologia que adquiriu com a MindMeld em 2017 por US$ 125 milhões, a Cisco adicionou outro recurso ao Assistente Webex chamado First Match, que garante que o sistema entre em contato com a pessoa certa para participar de uma reunião.

A plataforma de inteligência artificial da MindMeld permite que os clientes criem interfaces de conversação inteligentes para qualquer aplicativo ou dispositivo com sua tecnologia proprietária de aprendizado de máquina (ML). Especificamente, a MindMeld desenvolve o que chama de IA Conversacional de Domínio Profundo, que basicamente permite que os clientes incorporem comandos de voz em quaisquer aplicativos e serviços.

O First Match funciona quando um cliente diz ao sistema para, por exemplo, “Chamar Tim”. O sistema faz uma pesquisa de diretório da empresa e escaneia os espaços das Equipes do Webex para ver com quem o usuário fala mais para fazer o melhor palpite sobre qual “Tim” o usuário se referiu. Em testes de campo, o Webex deu aos clientes suas três principais suposições, mas a escolha principal provou que os clientes nos pediram para apenas servir o first match, disse Griffin.


Como o Zendesk ajuda as equipes de TI com relação à experiência do funcionário?

E-book por:

“Esse recurso é mais sobre o sistema subestimar a intenção do usuário. À medida que os assistentes virtuais se estendem à frente dos métodos mais recentes, mais nos movemos em direção à ‘IA conversacional’, em que os assistentes de voz e de bate-papo têm uma compreensão humana da linguagem natural”, disse Griffin.

Agora, o First Match está disponível, em geral, por meio do Webex Room Series. Por enquanto, o Proactive Join encontra-se de forma limitada, mas estará disponível em junho, segundo a Cisco.

A tecnologia de fusão de outra recente aquisição está por trás de um novo recurso do Webex, chamado People Insights. O recurso cria automaticamente perfis dos participantes da reunião com base nas informações do diretório corporativo e uma pesquisa sobre o participante na internet.

“Nós vasculhamos a Web em busca de informações publicamente disponíveis para criar um perfil vivo e dinâmico das pessoas e empresas da qual você cuida, e as mantemos atualizadas com as últimas notícias. Você também pode ver seu perfil, que é visível para os outros; e caso não goste de algum detalhe mostrado, é possível editá-lo”, escreveu a Cisco sobre o recurso.

Os dados coletados sobre o usuário são informações disponíveis publicamente, mas estão totalmente sob controle dele, e podem optar por não participar, disse Griffin. Os administradores também podem controlar os dados.

O recurso conta com a tecnologia de IA da Acompany, que a Cisco adquiriu por US$ 270 milhões em maio de 2018. Quando comprou a Accompany, a Cisco disse que usaria sua tecnologia para reforçar seu portfólio de colaboração, incluindo dados de perfil de provedores para reuniões Webex, bem como para navegar por vendas, melhorar as relações corporativas e descobrir novas perspectivas de vendas.

A aquisição trouxe a tecnologia da Accompany e também a fundadora e CEO da empresa, Amy Chang, que agora é a chefe de colaboração da Cisco.

A Cisco disse que em junho trará o software de reconhecimento facial baseado em IA para o Webex. O software será capaz de identificar usuários e exibir um crachá para cada participante de uma reunião, segundo a Cisco.
Os usuários do Webex terão que optar pelo serviço fazendo o upload da própria foto. A Cisco informou que não transmitirá essas imagens para a nuvem, mas sim analisará os recursos faciais dos usuários para desenvolver um código de identificação para cada cada um deles, disse a Cisco.

Os movimentos do Webex, da Cisco, são parte de uma tendência geral em direção aos sistemas de colaboração mais inteligentes. O Gartner escreveu recentemente que até 2022, 40% das reuniões serão facilitadas por porteiros virtuais e análises avançadas.

O Gartner diz que os líderes de TI implantam ofertas de reuniões inteligentes no ambiente de trabalho digital para:

• Aprimorar atividades de reuniões presenciais (por exemplo, com compartilhamento de conteúdo)
• Estimular uma melhor colaboração em projetos
• Reduzir as barreiras geográficas para comunicação organizacional
• Aumentar o engajamento dos funcionários e a coesão da equipe através do uso de vídeo
• Economizar tempo e dinheiro minimizando as viagens de negócios
• Treine participantes remotos em vários locais

Article source: https://computerworld.com.br/2019/03/22/cisco-estende-inteligencia-artificiais-em-reunioes-webex/

Cisco alerta sobre vulnerabilidade em plataforma de…

A Cisco alertou nesta quarta-feira (2) os usuários do seu sistema de videoconferência Cisco Webex sobre uma vulnerabilidade que permitiria que qualquer pessoa participasse de uma reunião e acessasse informações que deveriam ser privadas. De acordo com informações do ZDNet, o método de ataque foi identificado pela Cequence Security.

A empresa publicou um aviso explicando que os invasores seriam capazes de acessar o identificador numérico que permite participantes entrarem em conferências pelo Webex. Essa é uma má notícia para quem espera que as conversas sejam protegidas, mas a Cisco, por enquanto, não lançou um patch para resolver o problema.

Para a Cisco, a descoberta da Cequence Security não pode ser considerada vulnerabilidade, mas sim uma falha de configuração. Por isso, em vez de atualizar o sistema, a companhia preferiu oferecer recomendações para garantir que pessoas mal-intencionadas não abusem da API. Vale destacar que o bug também afeta o aplicativo de videoconferência Zoom.

“A vulnerabilidade Prying-Eye é um exemplo de ataque de enumeração que visa APIs de conferência na Web com um bot que percorre (enumera) e descobre IDs de reunião numéricos válidos”, explicou a Cequence.

Para facilitar a participação nas reuniões, os usuários geralmente não exigem a utilização de senhas. Mas depois da descoberta, a recomendação é de que a adoção de senhas seja praxe nas empresas.

No caso da Cisco, o Webex Meetings usa um identificador de nove dígitos que os participantes podem usar para ingressar em uma reunião a partir de smartphones e desktops. Dessa forma, o problema de segurança afeta principalmente as reuniões que não são protegidas por senha. “Para reuniões protegidas por senha, o invasor pode recuperar o número da reunião, mas não poderá descobrir o título da reunião, a agenda ou o nome do host ou ingressar na reunião”, afirmou a Cisco.

A empresa observa, ainda, que a configuração padrão torna obrigatório o uso de uma senha quando os usuários estão configurando as reuniões.

 

Article source: https://computerworld.com.br/2019/10/03/cisco-alerta-sobre-vulnerabilidade-em-plataforma-de-videoconferencia/

Cisco Meraki simplifica segurança e acelera oportunidades para parceiros – INFOR CHANNEL – O ponto de encontro da comunidade de TI

A Cisco Meraki anunciou no dia 5 novembro a expansão de seu portfólio, juntamente com a integração adicional de inovações da Cisco em redes e segurança a suas soluções. As novidades em rede e segurança gerenciadas na nuvem vão simplificar a jornada dos clientes rumo à tecnologia de rede mais segura e de última geração. As novas soluções também vão possibilitar que os clientes digitalizem seus negócios da forma mais simples possível, sem sacrificar o desempenho ou a segurança.

No mundo atual, os colaboradores trabalham de qualquer lugar do mundo e utilizam um número sempre crescente de dispositivos que precisam ser gerenciados, mas muitas empresas não conseguem executar redes que não foram projetadas para essas novas demandas digitais. As que têm equipes de TI reduzidas não deveriam precisar escolher entre a inovação e a segurança, por isso a Cisco Meraki oferece uma arquitetura baseada em intenção que fornece a base de segurança de que as empresas precisam e municia estruturas de TI de todos os tamanhos com as capacidades para que cresçam e inovem com confiança.

As inovações apresentadas vêm na esteira do legado da Cisco em soluções líderes no setor de redes e segurança, e permitem que a TI amplie facilmente o gerenciamento em vários domínios de rede. As novas soluções da Cisco Meraki incluem:

• MS390: Um switch de acesso de última geração que combina a simplicidade da Meraki com o poder das inovações em switches da Cisco. Apoiado na solução de rede baseada em intenção da Cisco Meraki, este é o primeiro switch Meraki construído com inovações de hardware do Cisco Catalyst combinadas a inovações de software da Cisco Meraki.

• Adaptive Policy: A Política Adaptativa da Cisco Meraki permite que as organizações agrupem usuários, aplicativos e dispositivos para aplicar com facilidade as políticas certas. A Adaptive Policy faz parte da iniciativa Segurança Zero Trust da Cisco, e possibilitará o suporte multidomínio avançado de políticas entre o Meraki e a implantação de uma malha de SD-Access.

• Inovações de segurança da Cisco Meraki: A Cisco Meraki está introduzindo novos recursos de segurança, além de mais integrações multidomínio com o portfólio de segurança da Cisco, que é líder de mercado. Eles incluem o Meraki Trusted Access, que faz autenticação de dispositivos sem a necessidade de uma solução de MDM. Outras inovações incluem proteção de tráfego DNS e filtragem de conteúdo no Meraki MR powered by Umbrella, bem como regras aprimoradas do Security Appliance Firewall.

• Meraki Gateway (MG): Uma nova linha de produtos da Cisco Meraki, o Meraki Gateway (MG) é uma porta WAN celular e sem fio que libera o poder da conectividade celular e, ao mesmo tempo, oferece provisionamento e gerenciamento simples.

“Nosso intuito sempre foi empoderar nossos clientes para fazerem o que é melhor para seus negócios, fornecendo uma solução de rede que lhes permita focar no que é mais importante”, afirma Todd Nightingale, vice-presidente sênior e gerente geral da Cisco Meraki. “LTE, Wi-Fi 6, IoT e as outras incontáveis inovações em redes disponíveis hoje podem parecer assustadoras, mas, com a arquitetura e a segurança certas instaladas, a TI pode ser adaptada para atender às necessidades do negócio em qualquer escala. Então, seja administrando um único local, ou variados locais, buscamos oferecer aos nossos clientes a opção mais potente e mais simples.”

Cisco Meraki acelera impacto de parceiros
Para os parceiros, a abordagem de redes da Cisco Meraki tem dado oportunidades imensas de crescimento. Com a implementação simplificada de rede e segurança, os parceiros da Cisco Meraki conseguem gastar menos tempo construindo redes para os clientes, deixando-os prontos para funcionar mais cedo. Além disso, a rede da Cisco Meraki é aberta e expansível, permitindo que os parceiros integrem e desenvolvam aplicações e serviços com valor agregado com base na plataforma da Cisco Meraki. Com os anúncios de agora, a Cisco Meraki dá continuidade a seu compromisso com os parceiros, ampliando seu portfólio e expandindo o mercado que os parceiros podem atender.

“O novo Meraki MS390 combina a simplicidade de instalação e gerenciamento da Meraki com o poder das inovações em comutação da Cisco”, afirma Brian Ortbals, vice-presidente de Tecnologias Avançadas da World Wide Technology. “O MS390 cria uma maneira escalável de agregar instalações de Wi-Fi de alta densidade, ao mesmo tempo em que propicia a melhor experiência de usuário. Além da escala, o MS390 oferece extensibilidade para a instalação de novos recursos, incluindo política de segurança, que as organizações vão querer aproveitar imediatamente.”

Disponibilidade
• O MS390 e o MG21/21E poderão ser encomendados no segundo trimestre fiscal da Cisco

• O Trusted Access, as regras aprimoradas de Security Appliance Firewall e o licenciamento e integração Umbrella estarão disponíveis no segundo trimestre fiscal da Cisco.

Recursos adicionais
• Recursos para Desenvolvedores Cisco Meraki

Serviço
http://americas.thecisconetwork.com/site/index/lang/pt/

http://www.cisco.com/go/trademarks.

 

Article source: https://inforchannel.com.br/cisco-meraki-simplifica-seguranca-e-acelera-oportunidades-para-parceiros/