17 de February de 2019

The Flash | Rumores afirmam que Cisco pode sair da série após a 5ª temporada – Entreter

Sem dúvidas os rumores são umas das coisas que mais estão presentes no mundo da fama. E uma hora ou outra os atores são atingidos com algo. É o caso atual de Carlos Valdes, que interpreta o Cisco em The Flash.

De acordo com a We Go this Covered, Valdes deve deixar a série após o término da quinta temporada. Isso porque o ator supostamente está atrás de novos projetos. Porém isso é algo que deve causar preocupação nos fãs visto que Carlos faz parte do elenco principal. Além disso, ele também representa uma parte parcela da história, mas que vem sendo deixada um pouco de lado.

Contudo, mesmo que o rumor seja verdade, Cisco não deve morrer em The Flash. Conforme foi dito na matéria, sua saída deixará algo em aberto para que haja a possibilidade de retorno. Logo, os fãs do personagem não deve se preocupar muito.

Mesmo que o burburinho já esteja tomando alguma proporção, a CW ainda não se pronunciou sobre. Sendo assim, reforço a ideia de que é apenas um rumor, mas, se algo for confirmado, publicaremos aqui.

Você sentiria falta de Cisco Ramon em The Flash caso ele realmente deixasse a série? Conta para a gente o que você acha disso!

 


Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em “Seguir” 
 


 

ARTIGOS RELACIONADOS


Article source: https://entreterse.com.br/the-flash-rumores-afirmam-que-cisco-pode-sair-da-serie-apos-a-5a-temporada-18066/

Vivo apresenta serviço de ‘PABX na nuvem’ para empresas em parceria com a Cisco

Segundo a operadora, a solução ofertada disponibiliza uma solução de comunicação empresarial unificada, que integra serviços de voz, vídeo e mensagens instantâneas, em diferentes dispositivos como softphones, PCs, tablets e smartphones.

Entre os benefícios ofertados para aqueles que assinarem o novo serviço serão ofertados benefícios como chamada em espera, portal web, desvio de chamadas, URA, histórico, conferência, entre outros.

“Com o lançamento reforçamos o nosso compromisso em oferecer soluções completas para os nossos clientes e ajuda-los na digitalização de suas empresas, explica o diretor de Marketing B2B da Vivo, Gabriel Domingos.

Para assinar ao novo serviço, as empresas poderão entrar em contato diretamente com o representante comercial que já atende a empresa ou então obter mais informações através do site oficial, disponibilizado como “Via” nos créditos dessa matéria.

Article source: https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n138211/vivo-pabx-nuvem-empresas-cisco.html

Carlos Valdes, o Cisco, deixará The Flash na quinta temporada

The Flash, série de herói maior sucesso da CW atualmente, pode estar bem próxima de perder um de seus principais atores do elenco.

Segundo o site We Got This Covered, Carlos Valdes, intérprete do personagem Cisco Ramon, deve deixar The Flash no final de sua quinta temporada. Vale destacar que Cisco é regular na série desde seu início.

O site ainda afirma que Carlos quer novos ares, por isso está disposto a sair da série e embarcar em novos projetos. Já o personagem Cisco não deve morrer, para deixar em aberto a possibilidade de sua volta.

The Flash já está renovada para a sexta temporada. No Brasil, sua transmissão é feita pelo canal Warner Channel.

Article source: https://temalguemassistindo.com.br/carlos-valdes-o-cisco-deixara-the-flash-na-quinta-temporada/

Cisco tem lucro de US$ 2,8 bi no seu 2º trimestre fiscal de 2019

A Cisco, fabricante de equipamentos para comunicações, divulgou na noite de ontem, 13, os resultados referentes ao seu segundo trimestre fiscal de 2019, encerrado em 26 de janeiro. A companhia aumentou as receitas em 7%, na comparação ano a ano. Estas chegaram a US$ 12,4 bilhões.

O lucro líquido foi de US$ 2,8 bilhões, ante prejuízo de US$ 8,8 bilhões registrados no mesmo período do ano fiscal anterior devido à adequação às novas regras de tributação dos Estados Unidos (Tax Cuts and Jobs Act), que previa pagamento de impostos sobre dinheiro repatriado de subsidiárias.

A companhia cresceu em todas as geografias em que tem presença. Nas Américas, registrou expansão de 7% na quantidade de contratos. A Europa, África e Oriente Médio, 11%. E na Ásia Pacífico, 6%.

Houve crescimento de vendas para quase todo tipo de cliente. No segmento corporativo, a expansão foi de 11%. No setor público, 18%. No varejo, 7%. O destaque negativo ficou por conta das operadoras de telecomunicações, que diminuíram em 1% os pedidos.

A Cisco também relata que o projeto de se tornar uma empresa cada vez mais baseada em serviços segue em boa toada. A área de aplicações da empresa faturou US$ 1,4 bilhão, crescimento de 24% ano a ano. A área de infraestrutura (hardware) cresceu 6%, mas ainda é a vaca leiteira, responsável por receitas de US$ 7 bilhões. No mercado de soluções de segurança, o crescimento foi de 18% (receita de US$ 658 milhões). Em serviços, o faturamento foi de US$ 3 bilhões (1% de aumento a.a.).

Article source: http://www.telesintese.com.br/cisco-tem-lucro-de-us-28-bi-no-seu-2o-trimestre-fiscal-de-2019/

Cisco registra lucro de US$ 2,82 bilhões no 2º tri fiscal de 2019


Confira outros títulos disponíveis

Indústria Farmacêutica

O trabalho mostra que o Brasil possui uma indústria farmacêutica bem estruturada, com um parque industrial moderno e robusto, sendo que os mais importantes grupos farmacêuticos globais atuam no país. Existem no Brasil 447 estabelecimentos fabricantes de medicamentos para uso humano

Article source: https://www.valor.com.br/empresas/6117615/cisco-registra-lucro-de-us-282-bilhoes-no-2-tri-fiscal-de-2019

Nova arquitetura Cisco estende o data center para onde houver dados e aplicativos implementados – INFOR CHANNEL – O ponto de encontro da comunidade de TI

A economia digital gira em torno da inovação em aplicações. Uma nova era de apps está redefinindo o que os data centers são e o que precisam ser capazes de suportar. Isso porque, atualmente, o data center não é mais um local fixo; ele existe onde quer que os dados sejam criados, processados e usados. Nesse contexto, a Cisco anuncia uma nova arquitetura que estende o data center para todos os lugares onde houver dados e onde aplicativos forem implementados.

A fim de tornar realidade essa ideia de data center em qualquer lugar, a Cisco apresenta uma série de inovações relacionadas a redes, hiperconvergência, segurança e automação. Entre elas, estão:

• Expansão da ACI para a nuvem, nos ambientes Amazon Web Services (AWS) e Microsoft Azure
• Expansão do HyperFlex para filiais e locais remotos para permitir aplicações na borda
• Melhorias no CloudCenter para ajudar os clientes a administrar o ciclo de vida de aplicações em múltiplos ambientes na nuvem
• Um jeito radicalmente mais simples para os clientes comprarem e administrarem a tecnologia em toda a arquitetura de data center, por meio de um único Acordo Empresarial (Enterprise Agreement)

“As empresas precisam conseguir implantar aplicações com base em suas necessidades de negócio, e não nas limitações de suas tecnologias”, afirma Roland Acra, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo de Negócios de Data Center da Cisco. “O cliente quer implantar aplicações e gerir dados em uma gama de diferentes plataformas, desde as plataformas on-premise até as baseadas na nuvem. É por isso que estamos retirando o ‘centro’ do centro de dados. Hoje, a Cisco está ajudando nossos clientes a ampliar seu alcance para todas as nuvens, todos os data centers e todas as filiais.”

“A BT adotou a Cisco ACI como base para nosso recém-lançado serviço gerenciado SD-Fabric, a fim de estender as capacidades de SDN para o data center. Com a ACI, podemos oferecer total automação, política de controle central e segurança integrada”, afirma Adrian Comley, gerente geral de Serviços de Redes Dinâmicas da divisão de Serviços Globais da BT. “Estamos trabalhando com a Cisco conforme ela estende sua política de ACI para os serviços de nuvem da AWS e do Microsoft Azure. Com a Cisco, estamos permitindo que os clientes implantem rapidamente extensões de rede e aplicativos provedores em qualquer lugar, com um design reproduzível e comprovado em termos de simplicidade operacional e mais segurança.”

Inovação em data center
A Cisco cumpre sua nova visão de data center de três maneiras:
• ACI disponível em AWS e Azure: Application Centric Infraestructure) é a solução de rede baseada em intenção da Cisco para data centers. Ela oferece simplicidade operacional, agilidade de aplicativos e proteção no data center – tudo isso entregue com uma exclusiva abordagem aberta que se integra a todos os hipervisores e frameworks de contêiner de dados nos quais aplicativos são implantados. Com a ACI Anywhere, essa inovação estende a ACI para qualquer carga de trabalho, qualquer local e qualquer nuvem. A ACI Virtual já suporta nuvens bare metal e bordas remotas. E agora, com as novas capacidades de nuvem da ACI, a Cisco leva automação, gerenciamento e segurança à AWS e ao Microsoft Azure ao integrá-los completamente a seus ambientes de Infraestrutura como Serviço (IaaS).

• HyperFlex para Filiais: Implantar infraestrutura hiperconvergente em múltiplos locais a fim de proporcionar computação distribuída em escala global pode ser uma tarefa complexa. Agora, o HyperFlex com Cisco Intersight permite que os clientes expandam facilmente a computação e armazenagem de seus data centers principais para as bordas de suas operações. Isso é feito com escalabilidade flexível e a incomparável administração de sistemas na nuvem. O HyperFlex passa a proporcionar desempenho de aplicativos no nível de data center para a inovação digital em filiais e locais remotos, possibilitando serviços de analítica e inteligência nas bordas das empresas.

• CloudCenter Suite: A complexidade operacional e os custos crescentes para administrar aplicativos em múltiplas nuvens públicas e privadas é um desafio cada vez maior das equipes de TI. O novo CloudCenter Suite agora conta com gerenciamento de todo o ciclo de vida dos aplicativos, maior automação da carga de trabalho e significa otimização e melhor governança de custos. Enfim, o novo pacote também é muito fácil de usar, com implantação simplificada, preço escalonado e nova oferta de SaaS.

Novo licenciamento empresarial de data center
A Cisco torna mais fácil do que nunca a compra de suas tecnologias de data center pelos clientes, com o novo Licenciamento Empresarial – Enterprise Agreement. Agora, os clientes podem se beneficiar de um acordo único e padronizado para licenciamento de três ou cinco anos que pode incluir até sete serviços, incluindo ACI, Hyperflex, Intersight e Tetration. O acordo de licenciamento da Cisco dá opções aos clientes em termos de modelo de implantação e portabilidade de licença em instalações tanto físicas quanto virtuais e na nuvem. Isso faz com que os clientes tenham acesso ao que precisarem, quando e onde precisarem, disponibilizado pelo parceiro de sua preferência.

Integrações multidomínios
A Cisco está ampliando a ACI para a camada de aplicações e para o campus. Agora, a ACI está integrada à AppDynamics para que o desempenho de aplicativos corresponda à saúde da rede. Também se integra ao Cisco DNA Center e ao Identity Services Engine de forma a garantir completo controle de política e de acesso baseado em identidade entre usuários ou dispositivos no campus, em aplicativos ou em dados de qualquer lugar. Essas integrações são o último passo no caminho da Cisco para criar a primeira arquitetura multidomínios do mercado. A meta é reinventar a infraestrutura empresarial como um sistema unificado que permita a inovação ao simplificar a complexidade sem precedentes da TI moderna.

Disponibilidade, serviços e suporte
• ACI Virtual e Cloud ACI estarão disponíveis no segundo trimestre de 2019
• HyperFlex 4.0 com Cisco Insight estará disponível no segundo trimestre de 2019
• A assinatura in-loco do Cisco CloudCenter Suite será disponibilizada no primeiro trimestre de 2019; a versão para SaaS deve ser disponibilizada no primeiro trimestre de 2019 na América do Norte e no segundo trimestre de 2019 na Europa
• Os novos Licenciamentos Empresariais da Cisco poderão ser pedidos em meados de março
• A Cisco e seus parceiros oferecem uma gama completa de serviços para ajudar os clientes a simplificar o processo de modernizar suas arquiteturas de data center
• Recursos para desenvolvedores da Cisco relativos a ACI já está disponíveis

Recursos Adicionais:
• Blog “Não há mais centro quando o assunto é data center” (conteúdo em português)
• Blog Executivo de Roland Acra: Cisco Data Center: Anywhere Your Data Is
• Blog Executivo de David Goeckeler: Cisco’s Multi-Domain Strategy for Enterprise Expansion to the Cloud
• Saiba mais sobre a estratégia de data center em qualquer lugar da Cisco

A Cisco é uma empresa de tecnologia que tem feito a internet funcionar desde 1984. Seus colaboradores, produtos e parceiros ajudam a sociedade a se conectar com segurança e a aproveitar hoje as oportunidades da transformação digital do futuro.

Serviço
http://thenetwork.cisco.com

http://americas.thecisconetwork.com/site/index/lang/pt/

Article source: https://inforchannel.com.br/2019/02/13/data-center-da-cisco-vai-onde-quer-que-seus-dados-estejam/

Vivo lança PABX na Nuvem com tecnologia Cisco para o mercado corporativo – E

A Vivo Empresas – área voltada ao segmento B2B da Telefônica Brasil – anunciou o lançamento do PABX na Nuvem nesta semana. Uma solução de comunicação empresarial unificada, que integra serviços de voz, vídeo e mensagens instantâneas, em diferentes dispositivos como softphones, PCs, tablets e smartphones. Baseada em solução da Cisco, o serviço oferece benefícios como chamada em espera, portal web, desvio de chamadas, URA, histórico, conferência, entre outros. Tudo isso com suporte 24 horas centralizado da Vivo.

O foco é oferecer mais mobilidade aos clientes, dando aos dispositivos a funcionalidade de ramal, o que permite a realização de chamadas internas e externas de qualquer lugar, gerando mais produtividade e conectividade. Além das facilidades de um PABX convencional, a solução permite ao cliente reduzir custos, pois não necessita de manutenção e outros gastos relacionados à plataforma física.

Smarthintolist

“Com o lançamento reforçamos o nosso compromisso em oferecer soluções completas para os nossos clientes e ajuda-los na digitalização de suas empresas, explica o diretor de Marketing B2B, Gabriel Domingos.

Buscando parcerias que pudessem ajudar na inovação, a Vivo encontrou na Cisco objetivos em comum. “Nós buscamos constantemente criar e aprimorar soluções que possam tornar a colaboração de empresas e pessoas mais eficientes e ágeis. Além de trazer esses benefícios, o novo serviço de PABX na Nuvem da Vivo aumentará a produtividade dos clientes e reduzirá seus custos operacionais”, destaca Marcelo Ehalt, diretor de Canais da Cisco do Brasil.

Para saber mais sobre o serviço e seus custos, basta acessar www.vivo.com.br/pabxnanuvem.

Article source: https://ecommercenews.com.br/noticias/lancamentos/vivo-lanca-pabx-na-nuvem-com-tecnologia-cisco-para-o-mercado-corporativo/

Diretora-geral da Cisco Portugal demitiu-se

Sofia Tenreiro apresentou a demissão do cargo de diretora-geral da Cisco em Portugal. A notícia acaba de ser avançada pelo Dinheiro Vivo, mas ainda não mereceu confirmação oficial da empresa e da gestora.

Vinda da Microsoft, Sofia Tenreiro assumiu as rédeas da Cisco Portugal em 2015, dando um novo élan mediático à poderosa fabricante de equipamentos de telecomunicações.

Internet das Coisas e Cibersegurança foram as áreas de intervenção privilegiada pela gestora durante a passagem pela liderança da Cisco, recorda o Dinheiro Vivo. Também foi pela mão de Tenreiro, que a Cisco assinou um acordo de parceria com vista à transformação digital no mercado.

Article source: http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2019-02-13-Diretora-geral-da-Cisco-Portugal-demitiu-se

Sofia Tenreiro de saída da Cisco Portugal

Sofia Tenreiro está de saída da Cisco Portugal. O Dinheiro Vivo sabe que a responsável apresentou a demissão do cargo de diretora-geral, não sendo ainda conhecidos os motivos. Contactada, ainda não foi possível obter uma reação da executiva.

No cargo de diretora-geral da Cisco Portugal desde janeiro de 2015, assumiu como uma das suas missões fazer crescer a empresa no mercado português apostando em áreas como a Internet das Coisas. A evolução registada no mercado e também pela empresa a nível internacional acabaram por fazer da cibersegurança outra prioridade para a responsável.

“Têm que ver com escala, porque quando nos comparamos com outros países, temos noção de que não nos podemos comparar em termos de dimensão de negócio, dimensão do país e dimensão de oportunidade, portanto, comparamo-nos muito pela inovação dos projetos”, disse Sofia Tenreiro numa entrevista ao Dinheiro Vivo/TSF, em 2017, a propósito dos desafios da empresa em Portugal.

Foi sob a liderança de Sofia Tenreiro que a empresa assinou uma parceria com o Governo, em 2018, para ajudar na transformação digital do país. O acordo tem validade de dois anos e foi assinado no âmbito do Programa Nacional de Reformas.

Antes de ingressar na Cisco Portugal, Sofia Tenreiro esteve oito anos na Microsoft Portugal, onde teve funções de directora executiva do segmento de consumo. Antes acumulou experiência na área de marketing e vendas em empresas como o Público, a Optimus (atual NOS), L’Oreal Espanha e Procter Gamble.


Article source: https://www.dinheirovivo.pt/empresas/sofia-tenreiro-de-saida-da-cisco-portugal/

Anthony Faustini, ex Cisco, chega à Commvault para impulsionar receita na região Américas – TI INSIDE Online

Anthony Faustini, ex Cisco, chega à Commvault para impulsionar receita na região Américas

A Commvault anuncia o executivo Anthony Faustini como o novo Vice-Presidente de Vendas para as Américas. Faustini irá atuar diretamente com a liderança de vendas para impulsionar o go-to-market e o crescimento das receitas da Commvault no continente americano, por meio dos parceiros globais da empresa.

Faustini traz para a Commvault mais de 20 anos de experiência em estratégias relacionadas a go-to-market, liderança de vendas, além de execução através de vendas diretas e por meio de parceiros. O executivo possui ampla experiência atuando em conjunto com equipes de produtos e, ao longo de sua carreira, construiu culturas dinâmicas por onde passou que empoderaram e motivaram suas equipes a prosperar.

Recentemente, Faustini atuou como líder global de vendas na Cisco, responsável pelo portfólio de Data Center Networking e Tetration, onde as encomendas anuais ultrapassaram US$ 4 bilhões. Anteriormente, o executivo comandou várias equipes de vendas de incubadoras em estágio inicial dentro da Cisco, que aumentaram o lançamento de novos produtos para mais de US$ 1 bilhão.

Em seu início de carreira na Cisco, Faustini atuou como consultor de engenheiro de sistemas e gerente sênior de produtos, quando foi responsável pelo Nexus 7000. Anthony Faustini desempenhou ainda a função de vice-presidente de vendas globais de serviços financeiros na Big Switch Networks. Neste cargo, o executivo supervisionou as operações financeiras globais da empresa, a estrutura de preços, o pipeline de vendas e o modelo go-to-market para sua rede de produtos.

RSSRSSFacebookFacebookGoogle+Google+TwitterTwitterLinkedInLinkedIn

Tags: , ,

Article source: http://tiinside.com.br/tiinside/seguranca/mercado-seguranca/12/02/2019/anthony-faustini-ex-cisco-chega-a-commvault-para-impulsionar-receita-na-regiao-americas/?noticiario=SG